30 de nov de 2015

Visitando O Mercado de Estilistas Independentes do Rio!

Olá!

Se tem uma coisa muito difícil de acontecer comigo é programar uma viagem em função de fazer compras. Sim, em alguns momentos as compras podem acabar acontecendo, mas não sou o tipo de pessoa que viaja focada apenas em fazer compras, isso é o que eu quero dizer.

Mas na minha última ida para o Rio isso foi um pouco diferente. Estão pipocando pela cidade toda feiras e bazares muito legais com marcas pequenas (em tamanho, mas não em "interessância") do Rio mesmo. Parecem ser bem diferentes dos bazares que eu estou acostumada a frequentar em SP, bem dirigidos a vender acessórios, coisas para a casa, decoração e artigos infantis. Normalmente tem pouquíssima roupa nos bazares que vou aqui em SP.

Como estou estudando aos sábados eu não tenho como ir visitar nenhuma destas feiras, vivo só babando pelas redes sociais. Mas uma destas feiras aconteceu durante o feriado de outubro e, já que o Senac emenda os feriados, eu estaria livre e poderia conhecer.

Começamos o dia de compras (rs) visitando a loja Felipa, no Leblon, especializada em alpargatas e espadrilles. A coleção que estava à venda era a coleção Piquenique, com bastante xadrez vichy e bordados de formiguinhas! Vivi Basile me apresentou à marca no nosso último encontro e eu não pude deixar de ir lá conferir, ainda mais nessa minha fase sem salto.

Comprei uma alpargata de tecido xadrez verde com bordado de formigas e um torrão de açúcar! Ela é linda e super confortável!

 
Alpargatas lindas, fofas e confortáveis!

Depois de almoçar por lá, seguimos para o bairro das Laranjeiras. Lá acontecia "O Mercado" de Estilistas Independentes, na sede do Fluminense. Como comentei, é bem diferente dos bazares que estou acostumada a ir em SP, lá a maioria das coisas à venda era roupa. O tema da edição que fui era Geek (amo) e também voltamos com algumas coisinhas bacanas para a casa.


O Mercado - visto de cima. E esse salão maravilhoso do Fluminense?




  
Porta lápis e canecas

  
Camiseta para mim e para o marido, foi difícil escolher a estampa, viu?

   
Vestido evasê com estampa moderninha e colar de fita e metal escuro.

Depois da feira, seguimos para a Barra, pois queria conhecer a loja física da Damyller que tem no Rio. A empresa é de Santa Catarina e tem lojas apenas no interior de SP. Andava namorando os jeans da marca há um tempo e queria ver se achava um shorts jeans de cintura alta, que não fosse mega curto, sem rasgos ou lavagens diferentonas. Não é que achei?

 
Amor em forma do shorts jeans perfeito!

Gostei tanto dos jeans e do preço que depois comprei uma calça jeans na loja virtual da Damyller com modelagem idêntica ao shorts. Mas esse será assunto para outro post... ;)

Eu prefiro investir meu dinheiro assim - com compras feitas cuidadosamente, preferindo produções nacionais e de pequenas empresas - do que pirar em Black Friday (que a gente sabe que aqui no Brasil infelizmente tem muita enganação e que às vezes as compras acontecem por impulso). E olha que tinha tanta estampa maravilhosa na feira que eu tive mesmo que me controlar para não trazer muitos vestidos novos para casa, rs!

O look escolhido para esta maratona foi este: fresquinho e super confortável. Minha regata de seda (que amassou na mala e foi desamassada com o calor do secador de cabelo do hotel, rs #causos), minha mini saia de sarja e alpargatas listradas. E qual não foi a minha surpresa ao me dar conta que eu tinha costurado tudo isso?

 

 


Regata: Tecido de seda comprado na Britex Fabrics (San Francisco). Molde Sorbetto - gratuito - da Colette Patterns.
Saia: Tecido de sarja com elastano comprado na loja Dona Dani (SP). Molde Arielle, da Tilly and the Buttons (Inglaterra).
Alpargatas: Tecido Cath Kidston (Londres), sola Prym (Berlin)



Enfim, este foi meu dia, meu look e minhas boas compras nesta viagem!
Espero poder visitar outras feiras do tipo em breve!

Beijos!

27 de nov de 2015

Look do Dia: Macacão Jeans!

Olá!

Eu costurei este macacão jeans em agosto (post com um monte de fotos dele pronto aqui) e desde então tenho usado muito! O engraçado é que o marido me fotografou usando a peça algumas vezes e eu não postava porque... sei lá... Eu me sinto super bem usando, mas não gostava das fotos, rs!

Enfim, como coincidências não existem e agora que a Ana também fez um macacão fofo para a Julia (aqui) chegou a minha vez de mostrar o meu!

A última vez que fotografamos a peça foi na minha última ida para o Rio, quando fomos passar o feriado de outubro. Viajei com ele e de lá fomos direto para um dos nossos bares favoritos, rs! Combinei com a minha blusa Taffy branca de laise e tênis de cano alto estampados. Gostei muito!






Macacão: jeans escuro comprado na Niazi Chohfi (25 de março), ferragens compradas e colocadas no Bazar Mimura (Santo Amaro). Molde: Turia Dungarees da Pauline Alice (Espanha).
Blusa com mangas godê: tecido de laise de algodão Idee Creativmarkt (Berlin), molde da Blusa Taffy, do livro The Colette Sewing Handbook (EUA).
Tênis: Nike x Liberty

Essa é uma das peças que costurei este ano que eu mais uso, fico feliz quando isso acontece pois é sinal de que foi uma boa escolha. É legal de usar por não ser uma calça jeans, só que cumpre muito bem a função de uma, mas com o toque diferente do macacão.

Gostou?
Espero que sim!

Beijos!

26 de nov de 2015

Jardineira nova!

Olá!

Faz tempo que eu tinha vontade de fazer uma jardineira para a Julia e finalmente consegui.

Quando olhava para uma peça pronta, sempre achava que seria muito difícil, mas me surpreendi ao ver como é fácil e defino a peça simplesmente como “um prolongamento de uma calça”. E foi exatamente o que fiz!

Eu tinha uma cambraia de algodão que imita um jeans escuro e pensei em fazer uma calça para a Julia, mas queria uma calça jeans completa, com os bolsos, a barra, tudo bem tradicional.

Quando fui ver a peça de tecido notei que ia sobrar um pouco dele, que não daria para aproveitar para outra peça então me veio a idéia: porque não fazer uma jardineira? Essa peça é bastante prática, principalmente para ir a escola... acho que a criança fica bem vestida, bem protegida e precisa apenas de uma camisetinha para compor um look pra lá de charmoso.

Usei uma calça da Julia como base, adicionando 8cm na parte das costas e prolonguei a parte da frente até que ficasse com uma altura que me agradou (fiz tudo no olhômetro, provando na Julia a cada passo).

Com frente e costas cortadas parti para os bolsos, dois traseiros, no formato de bolsos de jeans e dois na frente, como os de calça, porém mais longos, para ficar bem proporcional à peça e, então, comecei a montagem.

Fiz a barra e apliquei os bolsos traseiros, montei os bolsos da frente e apliquei de modo a coincidir com as laterais, para que a costura da lateral da perna também fixasse os bolsos.

Na parte de cima, fiz um forro para dar estrutura: costurei os lados direito com direito, aparei as pontas e virei a costura para dentro. Na parte de trás, fiz uma barra larga, deixando espaço para passar um elástico. Em seguida, coloquei as alças, que fiz de fita de algodão, daquelas que utilizamos para alças de bolsas e preguei nelas os botões, fazendo também as casinhas para eles, na parte da frente da peça.

Por fim, aproveitando que essa semana a Pat fez um tutorial super bacana e fácil de barra italiana (link aqui), fiz este tipo de barra super charmoso nas pernas.

Eis aqui o resultado:



 

Eu adorei e, mais importante, a dona da peça também gostou e foi feliz da vida para a escola de jardineira nova!

Espero que vocês também tenham gostado, um beijo grande e até a próxima!
Ana

23 de nov de 2015

Look do dia: Vestido estampado de barcos!

Olá!

O molde do vestido Dahlia (da Colette Patterns) estava comprado e guardado faz tempo, já tinha um tecido Liberty lindo para fazê-lo, mas esperei emagrecer para colocar as mãos de vez neste projeto. Foi uma espera de quase um ano, mas valeu a pena!

Foi bem rápido para montar este vestido. Não fiz grandes alterações no molde, apenas fechei a saia nas costas, sem fazer a fenda sobreposta pois achei desnecessário, já que a saia não é afunilada. Desta forma, eliminei também a costura central da saia, cortando o tecido na dobra. Ficou bom pois acompanhou a parte de cima, também sem costura central.

O que eu mais gosto deste vestido é que as pences foram quase todas substituídas por franzidos bem localizados na saia e na parte superior da frente da peça. No meu caso ficou bom pois dá um equilíbrio bem legal entre meu pouco busto e muito quadril!

A peça é acinturada na medida e na altura certa e os meus braços ficaram bem acomodados nas mangas raglan, que ainda por cima são super fáceis de costurar.

Outra modificação em relação às instruções é que eu coloquei o viés todo à máquina, por dois motivos:
1. Pressa/ansiedade para acabar logo (rs)
2. Como o tecido é bastante estampado, achei que não se faria notar tanto se os acabamentos não fossem feitos à mão.

Falando sobre o tecido, este é mais um algodão Liberty que estava guardado esperando a hora certa de ver a tesoura. Sim, é Liberty, mas não tem florzinhas! São caravelazinhas lindas em um fundo claro, muito amor!

 







Como sempre, costumo usar muito este vestido com tênis, neste caso branco, assim mantenho tudo bem clarinho. Outras companhias perfeitas para este vestido tão fofo e feminino têm sido a minha amada jaqueta jeans e a bandana vermelha amarrada na bolsa de sempre, deixando tudo com um toque dos anos 90 que eu amo!







Vestido: tecido de algodão Liberty (Londres), molde do vestido Dahlia da Colette Patterns (EUA).
Tênis: All Star
Jaqueta Jeans: GAP

Eu tenho planos de repetir este molde para fazer uma versão para o frio, com um tecido mais encorpadinho. Quem sabe não uso a lã roxa que restou da capa que fiz ano passado? Mas vou pensar nisso só ano que vem, rs!

Este vestido virou um dos meus xodós mais recentes, uso muito!

Beijos!

18 de nov de 2015

Um bordado especial para o meu novo ateliê

Olá!

Desde quando o meu ateliê passou por uma reforma em julho (contei sobre o processo aqui, aqui e aqui), resolvi não colocar nada nas paredes dele a não ser as prateleiras que servem de apoio para materiais pequenos e elas acabaram também servindo para decorar este meu pequeno e amado cômodo.

Faz tempo que eu queria bordar o logo do blog para colocá-lo na porta de entrada e, devido a um acontecimento especial, me empolguei e passei esse projeto na frente dos demais.

Explico: no final de agosto finalmente abri uma empresa em meu nome, para que eu possa dar aulas de costura de maneira regularizada. É um marco pessoal importante, pois já fiz um monte de coisas na vida, mas faz tempo que nenhuma delas era "oficial".

Isso aconteceu na mesma semana em que mudei o cabelo, em que fiz um vestido para usar numa ocasião especial (o vestido vai aparecer semana que vem aqui no blog). Foi uma daquelas semanas cheias de coisas legais e eu fico feliz e muito grata que elas todas aconteceram.

Enfim, nessa onda de alegria, peguei para fazer o bordado. É legal quando a gente está inspirada e consegue pegar um projeto assim para fazer. Comecei num dia e terminei no dia seguinte! Acho que se fosse hoje em dia eu teria feito até melhor, depois de acompanhar parte do curso de bordado moderno na Eduk (este aqui). Mas eu queria fazer naquele momento especial, usei os materiais que já tinha em casa e as técnicas que já tinha de cabeça.

A base foi um algodão cru, apliquei por cima um tecido azul turquesa para fazer o fundo do logo. Para transferir os riscos, o algodão cru eu coloquei por cima do logo impresso em papel sulfite e risquei com caneta para tecido (daquela que apaga passando o ferro). No tecido turquesa, usei carbono para tecido para transferir.

O bordado foi feito todo em vermelho, com uma linha só na agulha, já que não era tão fina como as linhas de meada. Usei alguns pontos diferentes, como o correntinha, o ponto reto, o ponto atrás e o ponto cheio.

 
Em progresso

 
Um zoom durante o bordado

Não planejei muito antes de executar, foi feito na empolgação mesmo e eu gostei demais do resultado.

Pronto!

É a "cereja do bolo" do meu ateliê, sinto que o lugar está com a minha cara em cada pedacinho, está claro e aconchegante, como eu pensei antes da reforma! Estou super feliz com o bordado e com o meu cantinho de costura como um todo!

 Bem vindos!

Beijos!

16 de nov de 2015

Look do Dia: Regata de Seda!

Olá!

No começo do ano, quando eu voltei a caber nas minhas calças jeans, fiz uma blusa fofa para comemorar e combinar com ela (post aqui). Aí passou um tempo, essas calças ficaram enormes, assim como a blusa.

No post que eu contei toda a minha história sobre o processo de emagrecimento (aqui), falei sobre vestir calças tamanho 42 de novo, depois de muitos anos. Quando isso aconteceu, eu tive a mesma reação: vou costurar uma blusa nova para usar com a nova-calça-velha!

Foi então que eu resolvi repetir um molde que eu acho lindo (e de graça!) da Colette Patterns: a regata Sorbetto. A primeira peça foi feita com um algodão japonês lindo, não ficou perfeita, mas uso mesmo assim. A segunda eu fiz para dar para a Ane, logo em seguida. Esta ficou ótima! Desta vez, usei uma seda que estava guardada desde a minha primeira ida à São Francisco, pouco mais de um ano atrás.

Fiz com calma e deixei com o melhor acabamento possível: costuras francesas para fechar a peça, acabamentos em viés concluídos com pontos invisíveis à mão, assim como a costura da barra. Ela ficou realmente muito especial!

 
Alinhavei tudo antes de costurar, assim não tem tecido que escorregue!

Viés feito com o mesmo tecido da blusa, muito amor!

 Quando o lado de dentro fica tão bonito quanto o de fora: viés feito com o mesmo tecido e costura francesa nos ombros.

Viés feito com o mesmo tecido e costura francesa nas laterais.

 Barra costurada à mão.

Às vezes a gente não precisa de um molde super rebuscado para ter uma bela peça no final. Só de ter um tecido especial como a seda, com uma estampa clássica como este pied de poule azul marinho e branco e os acabamentos bem feitos que o resultado fica lindo, sabe?

Mas não posso deixar de lado que um charme da peça fica por conta desta prega macho bem na frente, tira a peça do super básico e ainda deixa essa linha vertical muito boa e alongadora, eu adoro!

 

 





Saí para almoçar com o marido neste dia e depois fomos resolver algumas coisas. O tempo estava fechado e não estava quente (aliás, acho que esta é a primavera mais doida que tivemos nos últimos anos aqui em SP). Tem umas marquinhas na blusa porque o tecido amassa fácil, mas enfim... #realidades

E essa sou eu, usando blusa de seda com tênis. :D

 "Será que se eu der uma puxadinha disfarça?" Rs!



Eu amo esse casaco, além de ser com esse azul que acende tudo, tem o forro de bolinhas!



Regata: Tecido de seda comprado na Britex Fabrics (San Francisco), molde Sorbetto - gratuito - da Colette Patterns.
Calça: M.Officer, muito muito antiga!
Casaco: Laundry
Tênis: All Star
Batom: Petite Red (MAC Julia Petit)

Sabe aquele dia que você se sente ótima só porque escolheu a roupa certa? Então, eu estava me sentindo assim nesse dia. Com a calça que voltou a servir, com a blusa nova, com o casaco que sempre dá um up em tudo por causa da cor dele e com o tênis basicão, porque essa sou eu e hoje em dia tudo que eu visto tem que funcionar com tênis.

Gostou?
Eu adorei!

Beijos!

Poderá também gostar de:

Related Posts with Thumbnails