31 de jul de 2015

Meus Projetos de Costura - Vestido com aplicação de monstrinhos

Olá!

Muita gente tem curiosidade de saber como um projeto de costura acontece e é disso que vamos falar hoje.

Eu tenho um caderninho de anotações, que mora ao lado da minha cama, em que eu anoto todas as ideias que tenho vontade de transformar em projetos de costura ou de qualquer outra manualidade.

Como o assunto que mais gosto são os vestidos infantis, vivo pesquisando e procurando referências na internet, em revistas e livros de costura. Dessa forma me inspiro para desenvolver meus projetos costurísticos.

Tem outra forma de inspiração, que é a minha preferida e que vez ou outra acontece: na hora de dormir ou no momento em que acordo, ainda meio sonada, tenho uma idéia mirabolante e, como não quero esquecê-la, pego rapidamente esse caderninho amigo e anoto rapidinho, em rabiscos, a ideia principal para desenvolver depois.

Esse é o caso do projeto que vim mostrar a vocês hoje. Um dia desses, já estava quase dormindo quando me ocorreu uma ideia: e se eu fizesse um vestido para a Julia com um barrado de monstros? Ela adora esse tema, não tem medo e sim muita curiosidade a respeito. Como eu acho divertido, pensei ser uma ótima idéia.

Perdoem pelo desenho, mas mostro apenas para vocês verem como faço!

 

Esse foi o esboço que fiz do vestido. Alguns detalhes já determinei de início como: ser de uma cor escura com os monstrinhos bem coloridos. Além disso, queria apenas as carinhas dos monstrinhos, como se eles estivessem espiando em um muro. Seria um vestido bem cavado para o calor ou para colocar com blusa de manga comprida por baixo.

Com essas idéias em mente, pensei logo em um dos meus moldes favoritos e cortei o vestido.

Como tenho zero experiência em aplicações, pedi ajuda a minha mãe, que é ninja no assunto e ela adorou participar. Aplicou então os monstrinhos na barra e me mandou de volta para que eu pudesse montar a peça e vejam só como ficou.

 

Agora, algumas observações. Do projeto original, algumas coisas ficaram bem diferentes:

1) Claramente errei no tamanho. Sabe mãe, aquele bicho que quer que a roupinha da filha dure para sempre? Então, esse bicho seeeeeempre exagera nos tamanhos e o vestido acaba ficando para ser usado quando a filhota crescer mais um pouco;

2) Gostaria que ele fosse mais cavado, mas cometi um erro no corte da peça e como não havia muito tecido, tive que consertar com um recorte no meio do peito (cá entre nós, não gostei nem um pouco, mas a experiência em ter que transformar a peça enriquece meu repertório costurístico e isso é muito bom!);

3) Os monstrinhos ficaram divertidos e a dona do vestido adorou, mas não tem a cara dos monstrinhos que imaginei no meu projeto inicial. Digo imaginei, porque nem consegui desenhar no esboço, que dirá fazê-los em aplique. Dessa parte tiro duas lições: preciso aprender a desenhar melhor e também a fazer apliques, pois assim não alugo minha mãe e concluo o projeto da maneira que mais me satisfaz.

De modo geral, fiquei feliz com o resultado e como a “minha cliente” aprovou, não tenho nem como reclamar. Mas fica sempre a vontade de fazer uma versão mais aperfeiçoada... quem sabe?

Beijocas e até breve!
Ana

28 de jul de 2015

Costuras da Semana!

Olá!

Antes de mais nada, queria dividir com você que sempre está por aqui o quanto eu fico incomodada por não conseguir manter o ritmo dos posts ultimamente. Junho foi um mês bem puxado e julho está sendo mais ainda! Tenho uma lista de assuntos que quero que virem posts mas o tempo realmente está escasso. Se não consigo preparar o post com a atenção e o carinho costumeiros, acabo não fazendo. Ainda assim, eu e a Ana estamos trabalhando para manter nosso querido bloguinho sempre funcionando, esperamos que estejam gostando dos posts!

Bom, isso tudo foi também para introduzir que na última semana o bicho pegou na reforma. Uma poeira absurda tomou conta da minha casa inteira, rs! Não dava para costurar com tanto pó...

Meu ateliê versão 2.0 está tomando forma e isso também consumiu o meu tempo. Logo estará em condições de mostrar!

Já que não dava para costurar, continuei a fazer meu tricôzinho. Terminei os dois lados da blusa!

 
Ainda faltam as mangas e a gola, não vejo a hora de terminar!

Na aula de Patch aprendi a fazer o quilt livre, chamado também de "caminho de bêbado". Confesso que fugia dos projetos que tinham esse quilt, mas dessa vez mestra Tati me encurralou, hehehe! Foi meio tenso, mas escolhi uma linha bem da cor do tecido para disfarçar as imperfeições (#truques).

 
Agora vamos para a montagem da peça de fato!

Até chegar o fim de semana, não tinha costurado nada em casa já que não tinha como. Aí na 5a feira, limpei um pouco o ateliê e corri para concluir um projeto muito importante: preparar cobertores para os animais abrigados lá na Uipa (União Internacional de Proteção aos Animais)

Todo ano eu levo um tanto deles para ajudar os bichinhos de lá, é sempre muito gratificante poder usar algo que a gente sabe fazer para ajudar!

 

Fiz um post sobre a entidade no ano passado, é este aqui.

Na 6a feira eu consegui iniciar meu tão sonhado macacão jeans! Ano passado eu quis muito comprar um e não consegui (até falei um pouco sobre isso aqui). Neste ano, com molde e jeans em mãos estou fazendo um para usar ainda no inverno! (#oremos)

 

O curso de modelagem voltou neste sábado e estamos desenvolvendo uma saia com base na observação de uma peça pronta ou foto. A minha é uma saia reta bem incrementada e semana que vem será costurada. Fazer a modelagem dela foi um belo desafio, adorei!

Desafios de modelagem, eu curto!

Ufa! Por enquanto é isso!
Beijos e boas costuras!

22 de jul de 2015

Avental de Artes para os pequenos

Oi gente, tudo bem?

Logo quando comecei a costurar fiz várias peças que não serviam para a Julia, que ainda era um bebê, mas depois foram bem úteis.

É o caso do avental para artes. Quando eu vi o tutorial e molde gratuitos num site fui correndo para a máquina pensando que em pouco tempo ele seria um grande aliado meu para manter as roupinhas dela bem limpinhas.

(Desculpem a foto, mas como esse avental mora na escola agora, não pude tirar uma melhor!)

O primeiro que fiz foi muito fácil; é uma peça só, de costura simples e amarrado nos ombros (estendi as alças para amarrar ao invés de costurar), uma fofura que foi super utilizada aqui em casa, salvando várias peças da máquina de lavar ou mesmo das tintas que nunca mais saem dos tecidos.

 
Molde gratuito e tutorial (em inglês) aqui.

Esse ano precisei enviar um avental de artes para escola e não tive dúvida, lá foi ele para a mochila.

Na última reunião da escola a professora comentou que ele já está pequeno e por isso fui atrás de outro avental de artes. Requisitos básicos: que fosse fácil, prático em sua utilização e que tivesse molde e tutorial grátis.

Escolhi o molde e tutorial do blog "Smashed Peas and Carrots" por satisfazer todos meus requisitos.

 
Molde gratuito e tutorial (em inglês) aqui.

O molde é no tamanho 2T/3T, que serve para a Julia, mas é muito simples, o que facilita caso você queira aumentá-lo. O tutorial é super simples e dá para seguir apenas pelas fotos. Fiz rapidinho e o resultado foi esse:

 

Ah! Outra coisa super bacana sobre a peça: ela é dupla-face, ou seja você pode deixar a criança sujar os dois lados antes de ter que lavar... para avental de artes acho que isso é uma grande vantagem!

E aí pessoal? Bora fazer aventais para a arte dos pequenos?

Beijoca,
Ana

20 de jul de 2015

Costuras da Semana!

Olá!

A semana foi devagar em relação à produção em casa por conta da reforma, aí eu aproveitei a hora do "modo gincana" de cada dia para continuar a minha blusa de tricô. Não fotografei pois apenas continuei a fazer o outro lado da blusa. Assim que terminar os dois lados (frente e costas) eu mostro!

Graças a Deus que eu tinha a aula de Patchwork para eu conseguir costurar! Entre a aula e uma lição de casa, a parte do Foundation ficou pronta e eu adorei!



Em breve farei posts mais detalhados sobre a reforma e como estou reorganizando cada parte do meu ateliê. Mas, por enquanto, mostro o espaço vazio e pintadinho!

Praticamente uma tela em branco, pronta para receber uma nova etapa das minhas costuras!

No fim de semana comecei a mudança de volta e eu só devo voltar a costurar em casa quando organizar tudo. Isso se eu aguentar, né?! Hehehe!

Por enquanto é isso!
Beijos e boas costuras!

17 de jul de 2015

Look do Dia: Vestido de Moletom!

Às vezes a gente bate o olho num molde e quer fazer do jeitinho que ele foi criado. Tem vezes que a ideia está certinha na nossa cabeça, mas falta algo para executar (um molde legal ou o tecido ideal, por exemplo). Outras vezes, as inspirações vão aparecendo em momentos diferentes e se acumulando. Ao juntar tudo, vem a ideia do projeto ideal. Pois é, para fazer esse vestido de moletom foi desse último jeito.

Tenho visto alguns looks legais com vestidos de moletom, principalmente da Carla Lemos, do Modices. Eu adorei a ideia de usar assim e fugir do moletom que a gente só usa para ficar em casa, sabe?

 
 (Fontes: esta e esta)

E faz tempo, eu acho que há uns quatro anos atrás, comprei apliques de renda creme na região da 25 de março e apliquei à mão numa camiseta cinza mescla da Hering. Até hoje é uma das camisetas que eu mais uso. Tem foto dela no Me Made May deste ano aqui.

Tempos depois, mais precisamente do ano passado pra cá por conta de ter comprado a overloque, praticamente engatei uma costura de malha atrás da outra.

Veio o projeto do top cropped de moletom, que eu uso muito, e o que sobrou de tecido daria fácil para fazer algo maior, como um vestido. Segurei a ansiedade e deixei a mente viajar um pouco para chegar a um bom projeto.

Aí vem o pessoal com quem estudei nos tempos do colégio agitar um reencontro e eu topei na hora! Era a desculpa ideal para fazer algo para vestir no evento, sabendo que seria um churrasco e que não precisaria ser algo mega arrumado.

Eu fui adolescente nos anos 90, uma época em que a gente vestia moletons largos e roupas meio detonadas. Algumas coisas até voltaram a estar na moda hoje em dia, o que me causa alegria mas também estranhamento, pois cheguei a um ponto em que o vintage e o retrô "da vez" alcançaram uma época que você já viveu. Até isso acontecer, é legal experimentar vestir coisas de tempos que você não viveu porque acaba sendo uma grande novidade. Por isso mesmo é legal e ao mesmo tempo nostálgico voltar a vestir algo que você usou 20 anos atrás porque voltou a ser legal.

Devaneios à parte, sei que se não fosse por este post, ninguém ficaria sabendo que a minha mente viajou tanto para chegar a este vestido de moletom. Coisa linda a imaginação fértil da gente, né?! Só sei que o resultado ficou exatamente como eu queria! E o melhor, eu me sinto muito bonita quando eu o uso, mesmo sendo algo que pode ser visto como extremamente simples aos olhos dos outros.

A modelagem desta peça foi uma grande variação do top cropped da Colette - que eu acho que veste muito bem como um todo - com a modelagem a partir da cintura toda feita por mim. Para remeter às blusas de moletom, coloquei a barra mais larga tanto na parte de baixo do vestido quanto nas mangas 3/4, meu vício mais recente, rs!

Depois de costurado, apliquei as rendas à mão, feliz da vida porque o vestido que eu tanto queria e tanto tinha imaginado agora fazia parte das peças mais queridas que costurei!

Aproveitei para testar um look monocromático, coisa que quase nunca faço, já que meu tênis favorito é cinza mescla também. Para dar uma corzinha no rosto, batom mais aparecido. Com o ventinho frio do fim do dia, quebrei a cor única do look com a minha amada jaqueta bomber. Olha só como ficou!





Vestido: Moletom cinza mescla comprado na Mediterrâneo (Bom Retiro - SP), apliques de renda comprados na região da 25 de março (faz tempo, não lembro a loja exatamente). Molde feito por mim.
Jaqueta Bomber Quiltada: tecido de algodão Liberty (comprado em Paris). Molde da Papercut Patterns - Rigel Bomber Jacket - e adaptação para ser forrada e quiltada do blog da Liberty.
Tênis: Adidas
Brincos e Anel: Camila Klein
Batom: Flat Out Fabulous (MAC)

Aqui, uma foto junto com a galera, incluindo os filhotes da turma!

 

Antes de concluir, preciso colocar uma trilha sonora, até porque realmente mergulhei mesmo na nostalgia dos anos 90 enquanto fazia o vestido. Então lá vai uma das músicas que embalaram o projeto para quem quiser relembrar ou sentir um pouquinho do mood da época, se for o caso!

"1979" - Smashing Pumpkins 
Curiosidade e nostalgia: Eu sempre amei essa música porque o título dela é o ano em que eu nasci. Quando eu e o Ricardo começamos a namorar em 1996, essa música fez muito sucesso e ouvíamos muito este álbum inteiro!

Gostou?
Eu realmente adorei!
Beijos!

15 de jul de 2015

Costuras que contribuem para um mundo melhor!

Olá!

Estava fuçando pela internet em busca de novos moldes e tutoriais, quando fiz uma descoberta daquelas que faz renovar a minha fé na humanidade.

Encontrei uma foto com saias super lindas, visitei o blog e então descobri que por trás dessas peças havia muito mais lindeza...



Cora é uma garota americana de 13 anos que conheceu uma mulher liberiana, que precisou fugir de seu país devido a guerra civil. Quando essa mulher teve condições, criou um orfanato na Libéria para abrigar 60 crianças chamado Centro de Fé, onde elas recebem muito carinho e proteção.

Esse centro realmente mudou a vida dessas crianças, mas ainda precisam de muita ajuda. Todos os dias precisam caminhar 45 minutos para conseguir água, tem apenas uma refeição garantida por dia e até recentemente não tinham pratos nem talheres para todas as crianças.

Cora ficou impressionada com essa história e resolveu que precisava ajudar, fazendo algo bonito e feminino para cada menina. A peça escolhida foi uma saia. Para isso ela precisava de dinheiro para o material e mobilizou seus amigos e familiares que a ajudaram através de doações para que ela conseguisse fazer todas as peças.

Após conseguir o dinheiro, Cora foi para loja de tecido e comprou todo material necessário e confeccionou 36 saias, todas com tecidos lindos, alegres, divertidos e diferentes, pois ela achou muito importante que cada menina ganhasse um presente único e exclusivo.

 

Cora e sua mãe dedicaram 20 horas para a confecção dessas peças, fizeram um trabalho lindíssimo e gratificante. Muito incrível e inspirador, principalmente por partir de uma menina tão nova e disposta a fazer sua parte para transformar o mundo em que vive.

No mesmo dia, li um post igualmente lindo no Escola de Costurar sobre um projeto de uma brasileira que, inspirada em blogs americanos como o da Tessie (mãe de Cora), criou um projeto chamado “Um vestido de algodão para as meninas do Sertão”.
 

Ele é muito parecido com o que Cora fez, mas nesse caso envolve todas as pessoas apaixonadas por costura e que estão dispostas a ajudar.

O projeto disponibiliza os moldes e no blog você encontra um passo a passo bem legal, simples de seguir, para você que ficou com vontade de participar! O link é este aqui.

O projeto também tem página no Facebook onde você pode acompanhar essa linda e emocionante história!

Conhecer iniciativas como essas me deixam emocionada e com muita vontade de me sentar à maquina para contribuir com minhas costurinhas.

E você? Tá esperando o que para começar a ajudar?
Vamos nessa?

Beijoca,
Ana

14 de jul de 2015

Costuras da Semana!

Olá!

Este post está chegando com um dia de atraso por um bom motivo: eu e marido passamos o feriado no meu amado Ridjaneiro! Voltamos ontem no fim do dia e não consegui prepará-lo como de costume...

Com a viagem a semana ficou curtinha, mas deu para fazer algumas coisas!

Na aula de Patchwork, terminamos a mochila jeans. Ficou linda, estou encantada com ela!


 

 

 

Além dos hexágonos e do quilt que a decoram, usei um tecido do coração nas abas dos bolsos (o Liberty favorito de todos que já comprei) e amei o forro turquesa! Já saí usando no feriado, logo menos você verá a mochila em ação!

Terminado este projeto lindo, iniciamos o seguinte: outra mochila com a frente em Foundation, que quero usar para levar meus livros de alemão, já que minha mochila atual está dando sinais de cansaço.

O primeiro bloco está pronto, é este aqui:

 

Com uma certa correria, consegui terminar a minha saia Arielle na véspera do feriado. Eu adorei como ficou! 
Ela também foi devidamente estreada no feriado, aguarde post de look do dia com ela!

  
Eu estava louca de sono pois terminei a saia bem tarde. Acabei fotografando antes da última passada à ferro e antes de tirar os inevitáveis pelos de cachorro, rs! 
Fotos melhores desta saia virão, pode deixar!

Por último, mas também muito importante, a blusa de tricô continua avançando. Estou fazendo as diminuições da cava e o outro lado já está com a "sanfona" da barra feita e o início da parte com tranças também!

 

A partir de hoje a produção em casa vai ter que diminuir um pouco pois meu quartinho de costura está interditado para a tão esperada reforma!

Enfim, uma hora eu tinha que dar essa parada, né?! Acho que vou deixar as máquinas de costura na cozinha, mas como o esquema de reforma está praticamente generalizado na casa toda, eu não sei se vou conseguir costurar nas próximas semanas... O jeito é focar no resultado, vai dar tudo certo!

(OBS: Deu para notar um super retorno à cor azul, né?! Eu sempre volto, rs!)

Por enquanto é isso!
Beijos e boas costuras!

8 de jul de 2015

Viagem - Uruguai Craft

Oi gente!

Nas minhas últimas férias, visitei um país que eu amo muito: o Uruguai. Não é a primeira vez e duvido muito que seja a última. Por motivos profissionais acabei fazendo muitos amigos especiais nesse país e toda vez que volto para revê-los é uma festa!

Claro que sempre que viajo, seja por qualquer outro motivo, encontro sempre uma desculpinha para me enfiar no mundo dos trabalhos artesanais e, no caso do Uruguai, a desculpa mais que justificada são as lãs produzidas por eles. O país é reconhecido mundialmente pela qualidade das lãs que produz em suas fazendas.

Minha intenção inicial (e enchi muito a paciência de meu amigo Alejandro com isso) era visitar uma fazenda produtora de lã e conhecer o processo todo: desde a criação das ovelhas, a tosquia, limpeza, a cardagem e a preparação dos fios, incluindo o trabalho com as rocas e, por fim, o tingimento.

A viagem saiu em cima da hora e acabei falando com meu amigo sobre essa vontade apenas quando já estava no Uruguai e não conseguimos fazer essa visita a fazenda... eu sofri!

A marca mais famosa que eu conheço entre as lãs uruguaias é a Malabrigo (que eu já falei aqui no post da Novelaria), que exporta fios para o mundo todo.

No blog da Malabrigo você pode encontrar pontos de revenda em vários lugares do mundo, além de muitos artigos sobre a produção dos fios e receitas de tricô e crochê maravilhosas, vale a pena visitar!

Mesmo aqui de longe eu já morria de amores pelos fios Malabrigo e, claro, já havia rastreado a loja deles em Montevidéu pelo site. Não podia deixar passar a chance de ir até lá e aproveitar o preço bem menor que o que encontramos aqui, não é mesmo?

A loja chama-se La Pasionaria e fica na Rua Reconquista, 587 e ela em si já vale a visita! O site é este.

A La Pasionaria tem uma galeria de arte, um estúdio de desenho, com cursos livres para quem tiver interesse, a boutique, que além das lãs tem uma série incrível de objetos de arte de produção local e uma cafeteria. Fiquei apaixonada pelo lugar, o ambiente é super lindo e agradável. Tem também um studio de yoga e pilates no segundo andar e aulas de tricô e crochê... como não amar?

Fiquei horas conversando com a atendente da boutique que atenciosamente me contou o que sabia sobre os fios, a fazenda e a produção das lãs. Ela também me mostrou o espaço todo enquanto o marido e a filha se divertiam no café.

Passei um tempo para decidir o que ia levar, já que a vontade era trazer todos os fios! Essa foi a minha escolha:



E ainda trouxe uma amiga para fazer companhia a minha agulha de crochê de família, não é uma graça?


A agulha velhinha e a recém chegada, com uma bolinha charmosa na ponta!

Comprei fios grossos porque prefiro, mas lá na Pasionaria você encontra de todos os tipos e espessuras e ainda pode encomendar o fio e cor que quiser, caso vá ficar na cidade um pouco mais de tempo e possa voltar para buscar!

Agora tenho que começar a me empenhar no tricô e no crochê e dar gasto nesse estoque de belezuras!
Claro, depois venho contar para vocês!

Beijocas,
Ana

7 de jul de 2015

Aulas de Corte e Costura na Fonfinfan - Quimono de Flanela!

Olá!

Depois da linda saia evasê, um clássico para toda a vida, o próximo projeto das aulas de Corte e Costura lá na Fonfinfan é um quimono de flanela!

Já que estamos no inverno, nada como ter uma peça quentinha para jogar por cima de uma blusinha de manga comprida e já estar arrumada, não é?! Este não é um quimono tradicional, ele foi modificado para ficar com um detalhe bonito no decote, tanto aberto quanto fechado.

O tecido sugerido é uma flanela de algodão que tenha o verso bonitinho, pois ele vai acabar aparecendo. Eu escolhi um xadrez bem discreto em vermelho e preto, com o verso todo vermelho!

Nestas aulas você vai aprender a tirar o molde da sua peça conforme as suas medidas, cortar e costurar seu quimono, fazer acabamentos internos com ziguezague e finalizar as barras.

Se você já sabe costurar à máquina, pode vir participar! Todas as etapas da saia serão ensinadas!

Se você ainda não costura, você pode participar antes do curso inicial de costura, confira mais informações aqui.

Durante os encontros também entramos no tema de por que fazer nossas próprias roupas, como escolher tecidos, como usar nossa máquina doméstica para deixar tudo bem feito, além de dicas de estilo para tirar o máximo proveito da peça.

As aulas acontecem num ambiente super gostoso e bem equipado, o café do intervalo sempre está quentinho, são encontros de costuras deliciosos! Além de sair com um quimono costurado por você, com as suas medidas, você também leva o seu molde para fazer mais peças!

As aulas acontecerão nas seguintes datas:

Manhã - das 9h às 12h - dias 16/07, 23/07 e 30/07 - 5a feira
Tarde - das 14h às 17h - dias 16/07, 23/07 e 30/07 - 5a feira
Noite - das 19h às 22h - dias 16/07, 23/07 e 30/07 - 5a feira


O investimento é de R$ 190,00 por participante, com pagamento em dinheiro ou cartão. Neste valor já estão inclusos o tecido de flanela e o papel necessário para copiar o molde.

Você precisará trazer (ou comprar lá na Fon Fin Fan) o seu kit de costura contendo:
- Tesouras para papel e tecido
- Alfinetes com cabeça de vidro ou para patchwork
- Giz ou caneta para tecido
- Cola bastão ou durex

Se você não tiver algum destes materiais, estes itens também estarão disponíveis para venda no ateliê, ok?

Para deixar você com vontade de usar um quimono como este desde já, deixo aqui duas combinações que montei:



Usado aberto, por cima de saias (ou vestidos). 
A gola fica soltinha, com um movimento muito bonito.



Usado fechado, com legging. 
Você pode fechar o seu quimono com um cinto ou mesmo com uma faixa feita do mesmo tecido. Fechando o quimono a gola também fica super bonita!

Viu como o quimono valorizou outras peças bem básicas e também emoldurou o colo e o rosto? Demais, né?! Venha costurar com a gente!

As inscrições serão feitas diretamente na Fon Fin Fan! Para maiores informações, visite o site, ligue para (11) 5666-5065 ou envie email para contato@fonfinfan.com.br

Beijos e boas costuras!


OBS: As minhas aulas de corte e costura na Fonfinfan aconteceram apenas em 2015. A partir de 2016 uma nova professora assumiu as aulas, com um formato próprio. Para maiores informações, entre em contato com a Fonfinfan.

6 de jul de 2015

Costuras da Semana!

Olá!

Na aula de Patchwork eu quase finalizei a minha mochila, faltam apenas os toques finais que devo concluir amanhã... Semana que vem mostro prontinha aqui no blog. Ela está tão linda, não vejo a hora de usar (acho que será no feriado, oba!)!

Em casa, mais uma semana puxada e praticamente toda longe da máquina de costura... Mesmo assim consegui começar uma saia nova, o modelo é este aqui:


A saia já está costurada, escolhi uma sarja com elastano azul marinho (apesar de ser azul, é lisa, coisa que quase nunca faço). Falta montar o forro e fazer os acabamentos internos. Espero terminar nos próximos dias para poder usar no feriado também. A peça passou na frente das demais na minha fila de costuras pois estou com problemas de não ter partes de baixo no meu tamanho atual, rs! Por conta disso, o vestido de malha está parado, mas não esqueci dele!

A gincana do tricô continua firme e forte, todo o dia faço um pouquinho! Um dos lados já chegou à parte onde começarão as cavas, aí parei. Agora estou fazendo o outro lado (ainda estou na barra deste).

E o quanto eu estou amando esta lã e o efeito das tranças?

As aulas do primeiro projeto de corte e costura terminaram lá na Fonfinfan e as alunas saíram com suas lindas saias evasê por aí. Que alegria! Lembrei com muito carinho da minha primeira peça de roupa pronta e espero que elas todas tenham ficado felizes com o resultado!

Acabei não conseguindo fotografar todo mundo, foram 12 alunas com suas saias lindas!
Nesta foto, Carol, Graça e Lucilene!

Aliás, já estão abertas as inscrições para as próximas aulas, faremos um quimono de flanela! Aguarde mais informações no post de amanhã!

Por enquanto é isso!

Beijos e boas costuras!

3 de jul de 2015

Look do Dia: Camiseta amarela e gola de tricô!

Olá!

Faz um tempo que eu contei que estava tentando ir contra algumas manias que eu tenho ao costurar (e, consequentemente, ao me vestir também). Uma delas era nunca usar amarelo. Resolvi "atacar o problema" fazendo uma peça bem básica para me acostumar: uma camiseta!

Usei uma malha de viscose com elastano bem molinha e macia que comprei no Bom Retiro. Bem amarela, hehehe! Para fazer a camiseta, usei o molde gratuito da Deer and Doe, na versão com mangas compridas e cotoveleiras, para dar um toque especial!

Para as cotoveleiras, usei retalhos da malha com estampa de folhas que sobraram do meu vestido Coco, algumas são em tom mostarda, para combinar de leve com o amarelo. Gostei bastante do resultado!


Vamos ao look?

 

 


Camiseta: malha de viscose e elastano - visco flamê - comprada na Mediterrâneo (Bom Retiro), molde gratuito da camiseta Plantain, da Deer and Doe (França)
Calça jeans: Levi's
Tênis: All Star
Batom: Petite Red (MAC Julia Petit)


Neste dia, quando o sol foi embora foi ficando mais frio, típico do final do outono. Aproveitei também para estrear a minha gola de tricô, que ficou legal com a camiseta por ter partes da lã em amarelo e os tons mais vinho/rosados, assim como os botões, ficaram bem destacados! Além disso, deu uma fechada na medida certa no decote da camiseta para deixar tudo mais quentinho!

 

 

Foram ótimas combinações para alegrar o combo calça jeans + tênis preto, não acha?
Eu adorei!

Beijos!

Poderá também gostar de:

Related Posts with Thumbnails