30 de nov de 2016

Fantasia de Sargent Pepper!

Olá pessoal!

Minha filhota anda apaixonada pelos Beatles. O curioso é que nem eu, nem o pai dela somos aficionados pela banda. Ela assistiu um desenho chamado Beat Bugs, que é todo inspirado na banda inglesa e ficou doida pelas músicas, querendo conhecer a história delas e dos integrantes da banda!

De lá para cá fica cantarolando as músicas dos Beatles, no seu inglês macarrônico e inventado e fazendo mil e uma perguntas sobre Paul e John.


Uma Fantasia Infantil de Sargent Pepper

Esses dias, ela me pediu para ver alguns clipes dos Beatles e encontrei aquele em que eles aparecem vestidos de Sargent Pepper... pronto! Foi paixão a primeira vista e o pedido veio em seguida: quero uma fantasia de Sargent Pepper azul, igual a do Paul!


Fuçando na internet achei várias opções, mas queria algo que remetesse aos Beatles sem que fosse tão masculino quanto a fantasia que eles usaram.

Assim, descobri em um dos meus sites favoritos de costura, que minha pequena não é a única menina doida pelos Beatles!

A autora do blog Shwin & Shwin usou essa inspiração para fazer um top pra lá de charmoso para a filha mais velha dela. E o melhor, fez um tutorial inteirinho (aqui) para socorrer mães aflitas como eu, dá só uma olhada que coisa mais fofa:

 


A Túnica Azul da Julia

Lá fui eu para a 25 de março em busca do tecido azul para fazer a minha versão de Sargent Pepper! Comprei um metro de cetim azul claro e dois tipos de aviamentos prateados para decorar a fantasia.

Além disso, minha mãe forrou botões e usou mais alguns botões prateados para incrementar a fantasia.

O resultado foi esse:

 

 

Nem preciso dizer que a Julia amou né?
Vestiu, encarnou a personagem e se divertiu muitíssimo cantando Yellow Submarine!

No total, a brincadeira toda saiu por uns R$12 reais. É barato fazer uma criança feliz, né?!

Beijocas,
Ana

25 de nov de 2016

Viagem Craft - Montevideo - Conhecendo as Ovelhas!

Olá!

Felizmente, a cada dia que passava em Montevideo, o tempo melhorava. O primeiro dia estava bem chuvoso, com vento e frio. O segundo dia estava apenas nublado. No terceiro dia, quando visitamos uma fazenda modelo de criação de ovelhas, o dia estava lindo!


Conhecendo as Ovelhas

Visitamos uma fazenda chamada La Serena, que fica no caminho entre Montevideo e Punta del Este. O local é uma fazenda modelo onde são criadas ovelhas Merino e Corriedale. Fomos recebidos pelo Ignacio, engenheiro agrônimo e Secretário da Lã do Uruguai, que nos deu uma aula completa sobre as ovelhas e suas lãs, tosquia e boas práticas com os animais dos fornecedores de lã.

Lógico que todos nós queríamos ficar perto das ovelhinhas e, sim, conseguimos até fazer um carinho nelas!

 

 

 



Eu sou novata no tricô, ainda mais se comparar ao tempo que eu costuro ou faço crochê, mas achei fascinante aprender mais sobre as lãs! O roteiro foi feito com muito carinho pela Novelaria em conjunto com a Link Viagens Culturais, com direito a estes passeios super exclusivos!

Encontrei este post aqui no blog da Malabrigo que também conta sobre a fazenda!

Terminada esta etapa encantadora, seguimos para o almoço lá na fazenda mesmo: um churrasco uruguaio delicioso (e olha que eu nem sou louca por carne)! O "cantinho do churrasco" estava lindamente decorado, queria ter um espaço assim na minha casa, rs!

  




Com as meninas da Malabrigo!


Mais passeios

No caminho da volta, um pouco queimados de sol (rs), fizemos uma parada para um café num local lindo, de areia clarinha e à beira do Rio da Prata, chamado Burdeos Resto Pub, todo feito em madeira. As cores das fotos a seguir me deixam de boca aberta até agora!





Já em Montevideo, fomos até a La Pasionaria, loja que a Ana já visitou também e fez post aqui pro blog (mais post da Ana sobre o Uruguai aqui).



  
Da La Pasionaria, comprei uma caneca decorada com ovelhas!


Na volta para o hotel, fomos presenteados com um lindo por do sol em Montevideo!

Gratidão e beleza!


Look do Dia

Para este dia em que sabíamos que teria terra para pisar, além do friozinho com sol, usei meu vestido Coco velho de guerra com legging e botinha. Para esquentar, casaco e cachecol.

 

Vestido Coco com malha de algodão orgânico: molde Tilly and the Buttons (Inglaterra), tecido Frau Tulpe (Berlin). Mais fotos do vestido aqui.
Casaco: Laundry

Cachecol: Uniqlo
Legging: Zara
Bota: Luiza Perea

Óculos Escuros: Chili Beans


Beijos!

_____
Informações:

Lãs Malabrigo - Site
Produtos à venda no Brasil na Novelaria

Burdeos Resto Pub
Endereço: Ciudad de la Costa, Canelones, Uruguai

La Pasionaria
Endereço: Reconquista 587, Montevideo, Uruguai
Site

22 de nov de 2016

Viagem Craft - Montevideo - Visita à Fábrica da Malabrigo!

Olá!

O nosso segundo dia de viagem para o Uruguai prometia fortes emoções (rs): foi o dia em que visitamos a fábrica da Malabrigo, que produz lãs super especiais com um tingimento artesanal super característico deles (praticamente não há meadas de lã em cores sólidas, eu acho incrível).


Conhecendo a fábrica da Malabrigo

A fábrica fica bem afastada da região onde estávamos hospedados. Assim sendo, pudemos curtir um bom papo no ônibus até chegarmos lá.

Visitamos todas as áreas da empresa. Fiquei especialmente encantada pelo processo de tingimento artesanal das lãs que, além da alta qualidade da lã de merino, é um diferencial deles.

As lãs chegam dos fornecedores em cones (na parte de cima da meadeira). 
Na fábrica as lãs são tiradas dos cones para virarem as meadas, assim poderão ser tingidas (na parte de baixo da meadeira).

 Lãs já tingidas e secando.

Pensa na alegria de ficar rodeada de tantas lãs lindas!

Lãs cardadas (ou seja, não viraram fios) e tingidas.
Tão macias que dava vontade de abraçar!



Não tenho nada a dizer sobre as fotos acima, só sentir, rs!


Ateliê de Tingimento

Eu adoro um momento "mão na massa" e adorei participar do ateliê de tingimento, onde cada um de nós recebeu duas meadas da lã Sock (indicada para fazer meias, como o próprio nome em inglês indica, mas também para xales, lenços e trabalhos rendados).

Procurei usar as mesmas cores para as duas meadas, mas elas não ficaram tingidas por igual, rs! Algumas partes acabaram não sendo tingidas porque não reparei na hora, mas gostei mesmo assim! A Helena, super querida e que é mestra das meias, contou que com uma meada se faz um par de meias, então acho que agora vou ter que aprender essa técnica também!

 
Meada sem tingimento, esperando por mim!

Algumas das meninas tingindo suas lãs, foi muito legal!

Minha meada quase tingida. Escolhi tons de rosa, vinho e roxo.

Assim ficaram as minhas meadas, tingi as duas com os mesmos pigmentos. 
Alguns lugares ficaram sem tingir, mas gostei mesmo assim!
Agora quero aprender a tricotar meias para usá-las!

Ganhamos várias receitas também!


Almoço Especial

Depois desta rave matinal das lãs, seguimos para um almoço especial na Bodega Bouza. O local é lindo, comemos demoradamente e muito bem! Lógico que degustamos vinhos por lá e demos uma volta antes de voltarmos para o nosso cantinho. Se você tiver planos de ir para Montevideo, recomendo a visita (eu mesma quero voltar lá com o marido em breve)!

 

 

 

 
Imagine se não foi uma delícia passar a tarde num lugar tão lindo!

 
No fim da tarde fomos presenteados com a volta do sol!


Look do Dia

Para prestigiar a empresa anfitriã do dia, fui com a minha blusa de tricô creme (feita com lã Rios, da Malabrigo, tem mais detalhes sobre a blusa neste post). Tive que cuidar para não manchar a blusa com os pigmentos lá na parte do ateliê de tingimento, mas deu tudo certo, rs!

Como sabíamos que o dia seria de bastante tempo em pé e também de um tanto de caminhada, além do frio, fui de calça e camisa jeans, com um dos meus tênis mais queridos.



Blusa de tricô: Lã Malabrigo, Tipo Rios, Material 100% Lã de Merino, Cor 063 Natural. Receita feita pela professora Solange, da Novelaria. Mais informações e fotos neste post.
Camisa Jeans: Levi's
Calça Jeans: C&A
Tênis: Farm para Adidas



Foi um dia delicioso!
Beijos!

_____
Informações:

Lãs Malabrigo - site
Produtos à venda no Brasil na Novelaria

Bodega Bouza (Vinícola)
Cno. de la Redención 7658 bis
Montevideo - Uruguai

17 de nov de 2016

Vestido Renné e a minha evolução na costura

Oi gente!

Nada como olhar para o passado para ver o quanto evoluímos não é mesmo? Esses dias, estava revirando os armários da Julia, juntando peças que não servem mais ou que ela não usa por alguma razão, para doação e dei de cara com esse vestido bem lindo.

É um dos primeiros que eu fiz, na época em que não tinha noção de costura (por isso fiz tamanho 5 quando a Julia era recém nascida), nem de maternidade (achei que a Julia ia usar no ano seguinte!).

Provei na Julia e voilá, serviu!

 

O molde é o Renné Dress, da loja virtual chama Yeppar, que fica hospedada no Etsy (já falei sobre ele aqui!).

  
Imagens: Reprodução


Evolução na Costura

Não me lembro de ter muitas dificuldades em executá-lo e olha, eu era o cúmulo da iniciante nessa época. Quero voltar a fazê-lo agora, pois a Julia amou o modelo e já encomendou outros iguais (minha filha é assim, se ela gosta quer sempre o mesmo modelo!).

Mas o mais bacana dessa história é olhar para a peça novamente, ver as costuras tortas, os acabamentos mais que imperfeitos e ver que não desisti porque não fazia peças perfeitas e, principalmente, o quanto evoluí na costura.

Nasci perfeccionista, mas mesmo assim, no início, pela falta de experiência, não tinha a mínima noção de acabamento, muito menos conhecia um monte de truques (como passar a peça a cada costura para assentar, como picotar as margens das costuras curvas para melhorar o acabamento, etc) que hoje conheço e que fazem toda a diferença!

Isto me deixou bastante satisfeita e me impulsiona para seguir em frente, porque sempre existem novos desafios, não é mesmo?

Tenho algumas metas, como aprender modelagem e fazer as peças do meu próprio guarda roupa, assim como minha querida sócia e amiga Katia faz. Aos poucos vou melhorando e alcançando um a um meus objetivos costurísticos.

E vocês? Como estão de costura? Seus acabamentos tem melhorado? Os projetos terminados satisfazem seus desejos?

Vamos seguindo e pouco a pouco vou contando para vocês sobre meu caminho nesta paixão que é a costura!

Um beijo grande,
Ana

11 de nov de 2016

Viagem Craft - Montevideo - Aprendendo a fiar lã em uma roca

Olá!

Hoje vou começar a contar sobre uma viagem muito especial que fiz em outubro: fui para Montevideo (no Uruguai) com uma turma muito legal reunida pela Novelaria. Lá pudemos fazer praticamente uma imersão no mundo das lãs, foi maravilhoso!

As lãs de merino (que é um tipo de ovelha) que são produzidas no Uruguai são da melhor qualidade, num segmento em que as lãs australianas e neozelandezas também são muito famosas. 


Primeiro dia

A viagem de avião foi na parte da manhã. Rapidinho se viaja de São Paulo a Montevideo: foram apenas 2h40 de vôo. O grupo já foi recebido com um presentinho fofo da Lica, uma das donas da Novelaria: um moleskine lindo que será meu próximo caderno de anotações de tricô!


Chegamos a Montevideo na hora do almoço e já estava agendado para todos nós irmos ao Lavender, um café muito fofo, que também é um viveiro de plantas (e de flores, principalmente).
  
Quiche agridoce com salada do Lavender, uma delícia!

Viveiro do Lavender, repleto de flores!


Fiar Lã em uma Roca

Saindo do almoço, participamos de uma oficina de fiar a lã, com a Virginia da Ruralanas. A Ruralanas consiste em um grupo de mulheres do norte do Uruguai. Elas fiam, tingem e tecem as lãs, assim como dedicam o tempo necessário para fazer cada peça, conseguindo um produto único e de alta qualidade.

Nós utilizamos uma roca elétrica igual às que as artesãs usam em seus trabalhos. Eu amei pilotar a roca elétrica por alguns instantes, não pareceu tão complicado por conta do acelerador da máquina ser semelhante ao da máquina de costura.

 
Esta é a lã cardada, pronta para ser fiada.

 
Virginia, da Ruralanas, explicando como funciona o processo de fiar a lã.

 
E a roca, esperando por nós para ser acelerada!

 
Lindas lãs naturais, inclusive de ovelhas negras, menos comuns.

 
Lá fui eu pilotar a roca, com a assistência da Virginia e com a observação e incentivo da Lucia (no centro).


 

 

 
Aaahhh, como é delicioso ter esse tipo de contato com um material que amamos usar!


Um xale de lã

Ao final, lãs naturais, sem tingimento e em diferente espessuras estavam à venda (como as lãs de uma das fotos acima) e também algumas lindas peças prontas como mantas, xales, capas para almofadas. Arrematei um xale de lã muito lindo, num tom azul esverdeado, não vejo a hora de poder usar!


Olha como é lindo o trabalho desta lã! Só essa franja já é linda sozinha!

 
Xale de lã da Ruralanas (frente e costas), bem quentinho e especial!


Depois seguimos finalmente para o nosso hotel, super aconchegante e bonito. Lá, jantamos e batemos papo até a hora que fomos descansar. Foi um ótimo início de viagem!

OBS: O look handmade do primeiro dia da viagem está neste post, um vestido em malha bem charmoso, numa cor linda!


Beijos!

_____
Informações:

Novelaria
R. Mourato Coelho, 678 - Pinheiros
Site


Vivero Lavender - Tea Room
Endereço: Divina comedia, 2014, Bairro: Carrasco

Poderá também gostar de:

Related Posts with Thumbnails