28 de nov de 2014

Look do Dia - Estreando a Capa de Lã

Olá!

Finalmente chegou a vez dos posts sobre Paris! Estava um frio gostoso na maioria do tempo. Por isso que eu apressei para terminar a minha capa de lã antes de ir, seria a ocasião perfeita para estreá-la!

As fotos foram feitas à noite pois o marido estava participando de um congresso durante o dia e até a hora que eu o encontrava já tinha escurecido.

Vamos ter outros looks da viagem por aqui, mas este é especial porque é novidade, por ser uma peça realmente diferente de tudo que eu tenho no armário e por representar um final de um ciclo para mim, já que esta era a peça que não estava terminada quando deixei de ter aulas com a Lurdes.

Ter conseguido terminá-la sozinha apenas com base nas anotações que eu tinha feito me deixou muito satisfeita, com aquela sensação boa de independência. Por outro lado, me deixou com uma saudade danada da Lurdes e das aulas dela, que me mostraram a costura com outros olhos.

Enfim, voltando ao look, durante o dia tinha feito frio mas estava sol, então usei um vestido de veludo da Lascivité que eu amo, com camiseta "segunda pele" por baixo e meia calça, ambas térmicas (uma maravilha pois não adiciona volume na roupa e te deixa quentinha). Quando anoiteceu, esfriou um pouco mais. Foi a desculpa para pegar a capa lá no hotel e depois sair para jantar e bater perna com o marido.

Vamos ver?





Eu fiquei com receio de usar uma capa no lugar de um casaco pensando que limitaria os movimentos... Muito pelo contrário! Ela é soltinha, então mesmo se você estiver com um tanto de roupa por baixo acaba dando certo (desde que a parte de baixo da roupa ou o que vai ficar aparecendo depois da capa seja mais justo) e a abertura para os braços dão conta do recado!

E as faixas que saem da gola para dar um laço ainda dispensam o cachecol, muito lindo e prático!


Capa de lã com forro de cetim: tecidos comprados na Mittus (rua Augusta) e molde da Revista Burda portuguesa (08/2013).
Vestido de veludo: Lascivité
Camiseta térmica: Uniqlo (Paris)
Meia calça térmica: DIM (Paris)
Botas: Schutz

Gostou?
Preciso confessar que eu amei!

Beijos!

27 de nov de 2014

Bonecas Prontas!

Olá gente!
Tudo bom?

Lembra que comecei uma boneca para minha filha no dia das crianças e não terminei? Conforme prometido aqui, volto hoje para mostrar a vocês o resultado final desse projeto, que eu comprei na Spoonflower (post aqui).

Gracie pronta!

Nem preciso dizer que amei o resultado e já estou pensando em adquirir todas as amigas da Gracie (são sete meninas e um menino. Haja bolso, né?!)

Nas costas da Gracie tem um espaço para você completar: "Feito com amor para: JULIA!"

O mais importante é ouvir ao final: "- Ah mamãe, ficou do jeito que eu quelia!". Certeza de um trabalho de sucesso!

Mas, além da Gracie, estava eu navegando distraidamente pelo Pinterest, quando descubro essa riqueza:


Foi amor a primeira vista e tive que correr para a máquina imediatamente. Esse bebezinho fofo é facílimo de fazer e vem com um tutorial super simples de seguir. Eu recomendo muito para as pessoas que querem começar a fazer bonecas.



A parte mais complicada é desenhar a carinha, mas isso fica a gosto do freguês, de modo que a gente pode simplificar os traços. Minutos depois estava a doida aqui com o bebezinho pronto:

Diz se não é puro amor?

Não sei quem gostou mais do bebê, se fui eu ou a Julia, que logo pegou nos braços e batizou: vai chamar Pipoca!

Fiquei tão doida que levei pra escola da Julia. A diretora e a professora adoraram e vamos marcar uma oficina onde vou ensinar os outros pais a fazer esses bebezinhos, não é demais? Achei uma ótima idéia e estou feliz em contribuir com atividades na escola da Julia. Essa oficina já me deu um monte de outras idéias, aguardem que venho aqui contar para vocês!

Beijocas,
Ana

26 de nov de 2014

Divinos para o Batizado do Marco Antônio

Olá!

Se tem uma pessoa que está comigo desde sempre, literalmente, é a minha prima Fernanda. Temos poucos meses de diferença de idade e somos amigas desde sempre mesmo. Nossas mães são irmãs e amigas desde sempre também, o que eu acho lindo!

As famílias foram crescendo em torno deste laço incrível das duas irmãs e hoje em dia somos um "bando" bem grande, rs!

Eu lembro bem que o meu primeiro pedido "oficial" de cupcakes foi da minha prima. Eu organizei o chá bar dela e do então noivo Nando (beijo, Bónito!) e os cupcakes com uma bandeirinha em cima foram a lembrancinha da festança animada!

Antes disso ela organizou o meu chá bar, que para mim foi um evento épico, hahaha!

Enfim, crescemos juntas, estudamos na mesma escola, acabamos fazendo o mesmo curso na graduação (em faculdades diferentes). Quando casei, ela acompanhou os preparativos de perto e foi madrinha. Um ano e pouco depois, eu que cumpri este papel.

Tempos depois, os bebês dela vieram. Helena, sapeca, fofa e surpreendente. Marco Antonio, fofo, tranquilo e sorridente.

Voltei de viagem um dia antes do que poderia para estar no batizado do Marco Antonio. E não foi sacrifício algum. Antes de viajar, já tinha deixado cumprida a minha missão: fazer as lembrancinhas.

A Fê queria fazer um Divino pequeno de crochê e me deu algumas referências. Resolvemos por deixar o meio em azul bebê e a parte de fora em linha cru, com uma bordinha e o cordão para pendurar também na cor mais clara. Fiz tudo com linha Anne, para ficar com a aparência mais fofinha.


 

Para arrematar, saquinhos delicados de organza. A mamãe fez as tags!



Depois da celebração, onde o bebê tranquilo dormiu mesmo na hora "h" da água na cabeça, seguimos para um almoço animado em família... Uma delícia!

Padrinhos em ação (com o pequeno dormindo, rs) e os pais orgulhosos!

 
Família reunida, que delícia!

Se tem uma coisa pela qual eu sou muito grata é pela minha família. E sempre que temos a oportunidade de estarmos todos juntos, debaixo de um mesmo teto, é uma felicidade imensa pra mim. Meu amado tio Antonio, que cuida de nós todos lá do andar de cima, tenho certeza que fica feliz também.

Meus tios são como pais para mim e meus primos Renata, Fernanda e Marcelo são como irmãos. As crianças da geração seguinte (Enzo, Ellen - minha afilhada linda - Helena e Marco Antonio) também são presentes de Deus, cada um com seu jeito encantador.

Por isso tudo, participar de alguma forma de um desses momentos importantes da minha família é algo enorme. Usar uma habilidade que temos para deixar uma marca numa data tão especial é muito gratificante!

Fê, minha prima amada, muito obrigada por confiar em mim. Acabou que você me deu mais um desafio (já que tive o desafio dos cupcakes alguns anos atrás) e pelo jeito eu também consegui cumprir! Fico feliz que você tenha gostado do resultado!

Beijos!

25 de nov de 2014

O amor pelas estampas e o site Spoonflower

Oi, gente!
Tudo bom?

Quem aqui não adora uma estampa especial? Aquele tecido que você não tem nem idéia do que irá fazer, mas que quer de todo jeito pela linda estampa?

Bem, eu sou completamente doida por elas... das mais simples as mais rebuscadas, uma estampa linda é certeza de sucesso no projeto costurístico!

Sou bastante eclética na escolha das minhas estampas; toda vez que vou à 25 de março ou ao Brás, dou uma boa garimpada no que encontro e sempre acabo voltando para casa com uma sacola cheia de riquezas, ô vicio viu?!

My precious!

Mas aqui no Brasil não temos muitas opções no setor têxtil e uma coisa que me chateia demais é você comprar um tecido que amou e nas semanas seguintes ele estampar todos os blogs/lojas de artesanato da rede. Fica tão comum que até enjoa e todo mundo reconhece de onde veio aquele tecidinho.

Não sou melhor que ninguém, mas cá entre nós, quem não gosta de exclusividade?

Muitas vezes sua peça é super simples e o que a faz exclusiva e única é o tecido e, em especial, a estampa dele (eu já falei disso aqui).

Pensando nisso me ocorrem sempre duas idéias: a estamparia artesanal (já falamos aqui e aqui) ou a possibilidade de enviar sua própria ideia/projeto para um especialista fazer o tecido para você. Não é um sonho? Eu acho ambas idéias incríveis! Fico babando para poder criar minhas próprias estampas!

A primeira idéia é mais fácil de ser executada, porém você tem um certo limite nos padrões que irá produzir com carimbo, molde vazado e estêncil.

Minha filha recentemente começou sua vida escolar e eu, mãe costureira que sou, na ânsia de mandá-la com uma mochila handmade, acabei fazendo uma simplesinha, enfeitada com bolinhas, feitas de carimbo de rolha de vinho e molde vazado das letras do apelido dela.

Confesso que não fiquei feliz com o resultado, mas a pequena foi pra aula feliz da vida com a sua mochilinha e é isso que importa né?! 
Depois dessa, fiz a mochila mais linda do mundo, tem post dela aqui!

Já a segunda possibilidade é completamente ilimitada, você pode voar com sua imaginação e mandar fazer o tecido que sempre sonhou.

Faz muito tempo que eu paquero essa idéia de mandar imprimir estampas e antes de surgirem empresas no Brasil que fazem isso, como a Panólatras e a Be Diff, eu já fuçava de alto a baixo o site da Spoonflower.

A Spoonflower é uma estamparia americana que reproduz a estampa que você quiser em diversos tecidos, além de imprimir também diferentes projetos como brinquedos de pano ou mesmo peças já prontas para recortar e montar!


Sempre tive vontade de comprar deles, mas achava caro e morria de medo de parar na alfândega. Após muitos ensaios, dia desses, visitando o site, descubro um projeto de boneca e de uma blusa para a minha pequena, não resisti!

O caso é que eu tinha razão! Parou na Receita Federal e lá fui eu retirar meu pacote nos correios e ser esfaqueada pelo imposto e pelo próprio correio, que agora cobra pra ficar com seu pacote... muita tristeza!

Deixando essa parte de lado, meu pacote era puro amor, fiquei apaixonada assim que abri:

A boneca Gracie, super descolada de jeans e óculos e a batinha Riviera, com tema marinho! A Spoonflower te manda tudo embaladinho com faixa de papel de seda e selo caprichado e ainda um limpador de monitor numa estampa linda da marca, super fofo!

A vontade era começar a fazer na mesma hora, mas aguardei até o dia seguinte, que era o dia das crianças, uma ótima data para presentear a Juju com uma linda boneca, feita pela mamãe:



Gracie cortadinha e já montada, aguardando só o enchimento!

Com o projeto/estampa da boneca, vem um tutorial muito fácil de acompanhar que indica como você deve costurar para que a boneca fique sentada e tenha os bracinhos dobráveis também. Super fácil e muito delicioso de fazer! E o projeto da batinha também tem passo a passo.

Ainda não terminei a Gracie, porque acabou o enchimento, mas eu volto para mostrar a boneca pronta para vocês.

Quanto a batinha, estou doida pra começar e ver como fica na Julia (também mostro aqui quando terminar!)

Não fosse a Receita Federal e os correios com suas taxas absurdas, eu indicaria que você saísse correndo para comprar projetos na Spoonflower ou que enviasse suas próprias estampas para serem feitas (eles estampam até foto, minha gente!), pois a qualidade é excelente e o serviço de primeira!

Além de imprimir no algodão, a Spoonflower oferece uma variedade de outros tecidos como linho e seda, inclusive orgânicos de modo que seu produto final fique exatamente do jeitinho de você sonhou!

Super recomendo e alimento um sonho secreto de algum dia ser vizinha da Spoonflower, hihihihi!

Beijoca!
Ana

24 de nov de 2014

Costuras da Semana!

Olá!

Na minha penúltima aula de Patchwork deste ano (já pode chorar de saudade?) fiz mais duas peças em Foundation para os meus jogos americanos. Desta vez, foram duas xícaras costuradas, uma fofura!



Para lição de casa ficou a jarra e a chaleira maiores, que corri para fazer e assim conseguir começar a juntar tudo na última aula de amanhã (snif!).



Terminada esta etapa, lá fui eu terminar o presente do meu amigo secreto. Como a festa de fim de ano e a entrega dos presentes serão nesta 6a feira, semana que vem eu poderei mostrar o resultado!


Semana que vem terminam as minhas aulas de alemão e logo terei mais tempo para costurar!

Beijos e boas costuras!

19 de nov de 2014

Meus 100 Dias Felizes

Olá!

Para quem me segue lá no instagram (segue lá, é o @katialinden), não é novidade que eu participei do desafio #100happydays. Eu cheguei a contar que eu tinha começado o desafio em agosto, lembra?
Os 100 dias terminaram no sábado que eu voltei de viagem, dia 08/11.

O desafio consiste em postar todo dia uma foto sobre algo que te deixou feliz, por 100 dias seguidos. Preciso confessar que pulei alguns dias, 10 dias para ser exata. Em alguns deles eu estava tão concentrada no que estava acontecendo (de bom) que eu não lembrei de pegar o celular para tirar uma foto. Em outros, foram dias muito corridos em que eu realmente passei batido. E sim, um dia ou outro que eu não estava naquela felicidade toda (quem nunca?).

De qualquer forma, o desafio me fez pensar todo dia no que precisamos fazer para sermos felizes sempre. Não aquela felicidade doida, desvairada e eufórica, mas aquela felicidade boa que te deixa calma e animada para seguir adiante. Aquela felicidade que te dá vontade de fazer planos para o futuro e que te dá pique para concretizar estes planos. A felicidade que está nos pequenos detalhes dos dias comuns.


Eu já contei aqui no blog que não sou muito adepta à auto-ajuda. Quer dizer, eu tenho os meus próprios instrumentos de auto-ajuda que não incluem muitas coisas que a gente está acostumado a ver por aí. A costura continua sendo minha auto-ajuda, como contei neste post. E, revendo as fotos do desafio, com um bocado de projetos terminados em três meses e pouco, é certo que a costura é um dos meus motivos centrais de felicidade.




Como o recomeço a que me propus há alguns meses, também tenho dado mais prioridade para a minha saúde. Esta prioridade me levou ao Pilates e a uma alimentação mais saudável e mais caseira, que também me proporciona muita felicidade. É muito gratificante ver o pão, a geléia e o iogurte feitos por mim mesma, assim como é maravilhoso vestir a roupa que eu mesma fiz.



Eu desacelerei um bom tanto com outras coisas que não eram tão necessárias e por isso consegui manter um ritmo maior de postagens aqui no blog, uma felicidade enorme! Confesso que a única coisa que ainda não entrou nos eixos foi conseguir dedicar um tempo maior para estudar alemão...

Outras coisas que eu posso dizer que me definem também aconteceram nestes dias: shows e viagens. O show do Queens of the Stone Age, que foi o melhor show da minha vida (e olha que para encabeçar esta lista tem que ser realmente muito especial) e o show da Pitty no Circo Voador (uma bela desculpa para ir para o Rio e atender a esta vontade antiga), entre outros, foram especiais demais!

 Papitoooo! / Musical da Rita Lee

 Arnaldo Antunes (fui 2x, rs) / Queens of the Stone Age (melhor show da minha vida!)

 Pitty no Circo Voador, uma desculpa perfeita para passar um fim de semana no Rio.

 
 Paris, sempre linda!

Meu tempo com a família, com os amigos e com meus filhotes também me deixam feliz demais, sou muito grata por tê-los em minha vida!

 


E terminar o desafio revendo as flores que ficam na janela do meu quartinho de costura, lembrando que as coisas mais simples da vida também podem ser as mais felizes, foi o jeito mais legal que encontrei para encerrar este ciclo!

 Dia 01 / Dia 100

Enfim, estou aqui compartilhando com você a conclusão deste desafio tão legal! E sim, dá pra ser feliz por dias e dias seguidos, é só ter isso como objetivo e correr atrás dele!

Beijos e um bom feriado!

Poderá também gostar de:

Related Posts with Thumbnails