28 de ago de 2014

UIPA - União Internacional Protetora dos Animais

Olá!

No ano passado e neste ano também, eu mostrei aqui no blog os cobertores que eu fiz para doação para a UIPA - União Internacional Protetora dos Animais. Eu e o marido apoiamos a entidade há um tempo e achei que seria legal mostrar um pouco mais aqui, pois pode ter alguém mais que ama os bichos como nós e que pode vir a apoiar também.


A UIPA é a primeira entidade de proteção animal do Brasil, contando com unidades em vários estados. Nós acompanhamos e ajudamos a unidade de São Paulo, que fica no bairro do Canindé, perto do estádio da Portuguesa.

Chegamos a ela pois nós tínhamos feito uma promessa de ajudar uma instituição do tipo depois que o Astor teve um problema numa pata que custou a sarar (mas sarou, graças a Deus e a São Francisco de Assis!).

Depois de pesquisar um tanto, resolvemos apoiar a UIPA já que é uma instituição antiga e que abriga muitos animais, que podem ser adotados. Eles também dispõem de uma clínica veterinária, que tem os valores arrecadados revertidos para as despesas com os animais. No site tem muita informação, inclusive de por que colaborar com eles:

"Por que colaborar com a UIPA?

Por mantermos cerca de mil e duzentos animais em nosso abrigo, necessitados não só de cuidados básicos, mas de procedimentos médicos e cirúrgicos custosos. Muitos animais nos foram encaminhados pelas autoridades, justamente porque o poder público não dispõe de um órgão que possua instalações do gênero, com estrutura para recuperá-los e abrigá-los."
Todo inverno eles solicitam doações de cobertores e roupinhas para os bichinhos. Para quem tem máquina de costura isso é muito fácil de fazer, por isso contribuímos assim também.

Infelizmente, a instituição está em dificuldades financeiras há bastante tempo e, na página dela no Facebook (aqui), mostraram uma grande dívida de impostos (já que mesmo sendo uma ONG são tributados como uma empresa normal, um absurdo).

A entidade aceita doações em dinheiro e também em materiais como produtos de limpeza, remédios e ração. Tudo acaba sendo muito útil.

Eu tenho meus dois cachorros bonitões, de raça e comprados em canil, mas nada disso faz com que eu os ame mais. Nós escolhemos ter esses dois "meninos" na nossa vida e por isso é a nossa obrigação tratá-los bem. Se um deles ou os dois fossem cachorros adotados, eles receberiam o mesmo cuidado e dedicação. Se eu pudesse, teria muito mais bichinhos em casa, mas já não temos mais espaço, tanto é que eles podem ficar dentro de casa também.

Tudo isso nos fez pensar que já que não podemos trazer mais bichinhos para casa, podemos então apoiar conforme nossas possibilidades alguma instituição séria e que cuide dos animais enquanto eles não encontram com seus novos donos.

Vale ressaltar também que a UIPA age também junto ao poder público para elaborar e melhorar as leis que dizem respeito aos maus tratos com os animais. Dá para ver um pouco mais aqui.

Para o próximo ano, além de manter a ajuda financeira, pretendo começar antes o trabalho de preparar os cobertores e aumentar a quantidade.

Espero ter despertado em alguém o interesse em conhecer a UIPA e, quem sabe, contribuir de alguma forma. Acompanhando a página da UIPA no Facebook você pode conhecer alguns animais para doação e ver também os que já ganharam um novo lar (oba)!

Beijos!

27 de ago de 2014

Ferramentas de Costura - Wonder Clip da Clover

Olá!

Dia desses eu postei esta foto no meu instagram e aí comecei a receber perguntas sobre os pregadorezinhos vermelhos:


Respondi lá mesmo mas vi que seria uma boa postar aqui também, com mais detalhes. As peças em questão são os Wonder Clips, da marca Clover. Eu comprei estes na Britex, em San Francisco (post aqui) e eles já estão em uso nos meus projetos de costura.


 (Fonte)

Como a parte escrita da embalagem é difícil de ler na tela, deixo aqui a minha versão adaptada e traduzida, rs!

  1. O clipe abre bastante para segurar camadas de tecido;
  2. Escala graduada (dá para ver na parte transparente): Marcas de margens de costura de 7mm e 12mm;
  3. Base plana: para facilitar a tração do tecido na máquina de costura;
Benefícios:
- Grande alternativa para os alfinetes, especialmente quando estiver trabalhando com vinil, com camadas ou com tecidos pesados.
- Segura seções de camadas de projetos de costura como colocar conectores de alças de bolsas, vivos e etc, sem distorções.
- Segura camadas de viés para acabamento de quilt e de patchwork enquanto costura.
- Fácil de enxergar no seu trabalho e fácil de encontrar quando cai no chão (interessante essa comparação com os alfinetes, né?!).
- Funciona bem com máquinas de overloque. Atenção: Remova os clipes antes que o tecido passe pelo pé calcador.
Eu tenho usado no lugar de alfinetes na hora de colocar viés, principalmente na hora de fazer o acabamento à mão (bem comum no Patchwork), pois deixava a peça a ser costurada cheia de alfinetes e acabava me arranhando ou me espetando neles. Também serve para segurar peças a serem costuradas em curva, como um exemplo que a própria Clover mostra no site (abaixo). Tem que observar que eles precisam ser retirados conforme estiverem perto do pé calcador.


Também usei para dar acabamento nas partes mais grossas das minhas alpargatas (estou devendo um post, eu sei, rs) e foram muito úteis.

Fui procurar se este produto está à venda aqui no Brasil e encontrei na loja virtual da Kikikits (aqui). Lá está saindo por R$ 30,49 o pacote com 10 unidades e eu paguei US$ 6,95 nos EUA (equivalente a uns R$ 17,00). Considerando que aqui este passa a ser um produto importado, a diferença do preço se justifica, como tudo que vem de fora e é altamente taxado, mais o frete e o lucro de quem revende.

Não é baratinho, mas tem mostrado rapidamente que tem seu valor aqui no meu quartinho de costura.

Gostou do novo apetrecho? Espero que sim, eu adorei!
Beijos!

26 de ago de 2014

Costura na Decoração

Olá pessoal, como estão?

Todo mundo que costura ou faz algum tipo de artesanato com as mãos gosta muito de usar esses temas em decoração é por isso que escolhi falar sobre isso nesse post.

O sonho de toda costureira é ter um quartinho para transformar em ateliê e decorá-lo do mesmo modo que encontramos fotos de estúdios incríveis na internet. Nem sempre é possível separar um cômodo da casa para costurar, aqui em casa é assim. Costuro na sala mesmo, minha máquina e demais equipamentos ficam na mesa de jantar e não gosto da bagunça que faço, mas por hora é o jeito! Costurar na sala não me impede de usar o tema na minha decoração, de enfeitar minha casa com bonecas (não apenas no quarto da minha filhota) feitas por mim!


Minha Friducha que enfeita minha estante amada de livros, DVDs e CDs, juntamente com o cacto de crochet lindo de viver que ganhei da minha aluna Daiana, também bióloga que arrasa nas costuras e artesanatos em geral! Detalhe para minha corujinha de madeira que ganhei da minha madrinha, tudo combinou, um mimo!

Outra peça de decoração craft que eu adoro são os quadrinhos de bastidor. Apenas com tecido, bordados, adornados com aviamentos, seja como for eles são lindos, facílimos de fazer e dão um toque especial no seu cantinho da costura!

 
O primeiro quadrinho foi feito por mim, simples, com tecidos e uma rendinha para dar um toque. 
O segundo é de um blog bem lindo de costura chamado The Phantom Moon que eu pretendo fazer!

Neste post eu não podia deixar de falar nos pôsteres com imagens de costura que existem aos montes na internet e que é a opção mais fácil para você decorar seu atelier ou até mesmo sua sala de jantar, se você for “cool”.

Aqui embaixo coloquei uma seleção de alguns que eu adoro e que planejo mandar para impressão para enfeitar minhas paredes.

 (Fonte / Fonte)

(Fonte / Fonte)

(Fonte - MCCALL Paterns via Pinterest / Fonte)

(Fonte - Quentin Gréban via Pinterest / Fonte)

Conta pra mim como é a decoração do seu cantinho de costura?

Beijo,
Ana

25 de ago de 2014

Costuras da Semana!

Olá!

Com a reforma bombando aqui em casa, quase não tenho saído. A vantagem é poder tocar meus projetos de costura! Fora um dia que eu tive um mega chilique de rinite (que deve ser por causa do pó que virou coisa comum por aqui), os outros dias foram muito bons! Vamos ver o que rolou na última semana?

O inverno está perto do fim, mas sempre é tempo de preparar cobertores para doação para os animais abrigados na UIPA (vou fazer um post sobre a entidade nos próximos dias). Assim como no ano passado, comprei 10 metros de soft. Só que esse ano rendeu um pouco menos de unidades prontas pois resolvi aumentar um tiquinho o tamanho. Ainda assim, 36 cobertores ficaram prontos e já foram entregues na instituição.

 Cobertores para os animais da UIPA.

Na aula de Patchwork, terminei a minha lixeirinha de mesa. Ficou tão fofa!

E o conjunto ficou assim:

Meu quartinho cada vez mais equipado!

E, para encerrar a semana, além de estar doida para fazer um crochê, eu embarquei num projeto com a minha prima Fernanda (beijo, Fê!) de fazer as lembrancinhas do batizado do Marco Antonio (lindo da tia!). Já comecei os trabalhos, mas quero manter a surpresa e mostrar mais pra frente!

 De volta ao crochê!

O meu vestido Myrtle está caminhando também, quero terminar pelo menos um dele esta semana ainda (#oremos).

Por enquanto é isso!
Beijos e boas costuras!

20 de ago de 2014

Livro do mês - O Tempo entre Costuras

Olá!

O livro deste mês não é daqueles cheios de projetos de costura, mas quem gosta de costura com certeza vai gostar deste livro.


"O Tempo entre Costuras" é um daqueles romances que você começa a ler e não quer largar de jeito nenhum, sabe? Eu primeiro comprei para presentear uma amiga (beijo, Cá) e depois acabei ganhando de Natal da minha prima Fernanda (beijo!).

O livro é grande (477 páginas), mas não tem nenhuma parte dele que tenha me entediado, sério. Eu, que passei os últimos anos apenas lendo biografias mais relacionadas à música, voltei este ano para os romances em boa hora!
"A escritora María Dueñas é um verdadeiro fenômeno. Quando ela lançou este maravilhoso O tempo entre costuras, em 2009, não esperava a repercussão que alcançou. Hoje, disputada pelas maiores editoras do mundo, María Dueñas é comparada a Carlos Ruiz Zafón por sua prosa hipnotizadora e a forma cheia de imaginação e delicadeza com que combina fatos e personagens reais com ficcionais.

A verdade é que depois que se conhece Sira Quiroga, a encantadora costureira que protagoniza esta aventura, é impossível esquecê-la. O cuidado de María Dueñas com as palavras faz o leitor ouvir a respiração daquela frágil e pobre trabalhadora que um dia se apaixona loucamente, parte de Madri para o romântico Marrocos, meses antes da Guerra Civil Espanhola (1936-1939), para ter sua inocência triturada pelos caminhos da vida. Até que se transforma uma vez mais para mergulhar, durante a Segunda Guerra Mundial, em um novo mundo, agora repleto de espiões, impostores e fugitivos.

Seria injusto classificar O tempo entre costuras. Mais correto seria dizer que se trata desses romances deliciosos nos quais cada página provoca uma sensação diferente no leitor. María Dueñas é dessas autoras que sabem realmente falar e tocar os leitores."
Lançado aqui no Brasil em 2010, eu recomendo muito a leitura, tanto pela história em si quanto pela capacidade da autora em transportar a gente para cada lugar em que a história se passa, assim como os ateliês de costura que entram na vida de Sira, a protagonista. O cuidado da autora com a pesquisa histórica, geográfica e também costurística pode ser notado em cada página do livro, vale muito a leitura!

Beijos!

Serviço:
Livro: O Tempo Entre Costuras

Autora: María Dueñas
Editora: Planeta

Ano: 2010
Site

19 de ago de 2014

Beleza na costura para os pequenos

Olá!

Não é novidade que adoro arte, principalmente pintura. Ando pensando e lendo muito a respeito desse tema e, como não pode deixar de ser, sobre beleza.

Beleza é um conceito bem relativo, mas acho que a busca do belo, seja ele como for para mim ou para você, é algo quase inerente ao ser humano.

Como costureira faço isso o tempo todo: sempre tentando me aperfeiçoar, buscando os melhores e mais bonitos aviamentos... tecidos então, nem se fala!

Muitas peças não precisam nem de modelo requintado, só o tecido já diz tudo. Quando isso acontece, prefiro usar modelos clássicos para que o projeto não fique exagerado, mesmo quando se trata de trajes infantis. É claro que a roupa infantil te dá certa liberdade de brincar com os projetos e, portanto, com a beleza, mas eu gosto muito de clássicos, de cores sóbrias e quando o tecido sobressai não há necessidade de maiores rebuscamentos não é mesmo?



Quando mais é menos! Afinal, com estampas como essas precisa de mais alguma coisa?

Mas acho que onde mais busco a beleza são nos detalhes. Sou fascinada por golas, decotes, bordados e mangas diferenciadas, com acabamento perfeito, que para mim é onde está a beleza!

Já contei para vocês aqui que tinha medo do viés e que, após bastante treino, costura e descostura, consegui alcançar um acabamento fino e delicado... muita riqueza!

As golas também são um detalhe muito versátil, muito rico, onde você pode deixar sua criatividade solta para embelezar sua peça. A clássica gola Peter Pan (ainda não sei porque tem esse nome!) deixa qualquer vestido de arrasar. Além dela, golas duplas ou laçarotes tornam seu trabalho ainda mais especial.

 
A golinha Peter Pan clássica no modelinho de aniversário, um marinheiro moderninho com uma gola recortada e por último um verdinho com um grande laçarote: beleza pura!

Babados também são um assunto obrigatório quando se fala em embelezamento. Eles conferem um charme todo especial, dão leveza e movimento as peças. Para meninas, eu acho indispensável!!!! Podem aparecer na barra do vestido ou top, nas manguinhas ou compor a peça todo, caso você procure um look mais extrovertido!

 Babados para todos os gostos: no decote, nas mangas e um top todinho "embabadado"!!!

As aplicações sejam de rendas, bordados ou até mesmo outros tecidos enriquecem seu projeto deixando muito mais bonito e exclusivo, alem de ser uma delícia de criar e fazer!

 
Bordados nas manguinhas e bolsos, bordado do au au do coração e bolsos de passarinhos, aplicados em outros tecidos nas saias das primas, não é muita lindeza??

Enfim, a beleza é um assunto interminável para nossa felicidade e, quanto mais você usar a criatividade, mais beleza vai colocar na sua costura.

Espero ter inspirado um tantinho vocês!
Beijoca!
Ana

18 de ago de 2014

Costuras da Semana!

Olá!

Semana passada rolou mais um sumiço, né?!
Pois bem, eu justifico esse sumiço com uma palavra só: introspecção.
Fiquei um tempinho quieta no meu canto em casa, aproveitando a vontade de me recolher um pouco, junto com a desculpa do frio que tinha voltado, para tocar algumas coisas.

A inspiração habitual para escrever não estava aquelas maravilhas, então resolvi colocar a mão na massa e aproveitar o silêncio da minha casinha. Já que teve pouco post semana passada, pelo menos hoje tenho algumas coisas pra mostrar!

Na aula de Patchwork, continuamos com as lixeirinhas. A peça que tem o alfineteiro, para ficar ao lado da máquina, já está pronta e em uso!


Não é uma graça?

A lixeira de mesa está a caminho, semana que vem eu mostro!

Terminei a bolsa com alças de acrílico para carregar meus tricôs futuros. Fiz 6 blocos de listras e ficou assim:



Para a foto deixei as agulhas deitadas no fundo e meu cachecol pronto para dar ideia de volume. Cabe mais coisa ainda, rs!

Falando em cachecol... sim, dei um gás no tricô e terminei meu cachecol, ufa!



Olha a selfie nada produzida para mostrar a estréia, rs!

Como contei há alguns dias, estou seguindo o Sewalong para montar o vestido Myrtle, da Colette.
Essa semana ele começará a ser costurado e eu vou fazer em dose dupla. Os tecidos eleitos foram uma viscose com estampa PB para a versão em tecido plano e um jersey de viscose cereja para a versão em malha. Pelo cronograma, no começo da semana que vem eles ficarão prontos!

Outro projeto que estava me esperando e eu dei uma atenção foi a produção de cobertores para os animais abrigados na UIPA - União Internacional Protetora dos Animais. Ano passado eu fiz 40 cobertores de soft e este ano eu conseguirei fazer um pouco mais.

É muito bom contribuir com um projeto que a gente acredita e que sabe que vai ser útil. Ano que vem quero repetir e aumentar mais um pouco a quantidade, além de começar a fazer mais cedo.

Por último, aproveitei também para começar uma boa (e definitiva) organização dos meus tecidos. Quando eu terminar, espero que seja logo, vou dedicar um post especial, para contar o processo todo.

#organizakatiaorganiza

Boa semana e boas costuras para você!
Beijos!

13 de ago de 2014

Lãs e Aulas - Novelaria

Olá pessoal, como vão?

Essa semana fiz minha tão planejada visita a Novelaria. Quem me indicou a loja foi a querida Linda, uma amiga que faz jus ao seu nome, por dentro e por fora!

Durante a copa, fomos assistir um jogo na casa da Linda e, além de muitas brincadeiras e risadas, ganhei um novelo de uma lã maravilhosa!!! Fiquei apaixonada e chegando em casa fui logo procurar por minhas agulhas de tricô que estavam paradas faz um tempão. Além disso, me inspirei na minha querida amiga Katia e parti para uma gola sem medo de ser feliz, veja o resultado:


É claro que viciei né? Ainda mais com o frio que tem feito, uma golinha dessas, além de incrementar o visual, te deixa quentinha e confortável.

Segui a receita que a Katia usou (aquela das meninas do Superziper, post aqui) e adorei. Foi super fácil, delicioso e rápido de fazer. A única coisa que eu mudaria seria a quantidade de carreiras, pois minha gola ficou um tanto larguinha.

Depois dessa gola, fui na 25 de março procurar fios para alimentar o vício no tricô e trouxe duas cores: verde musgo e cinza claro e fiz mais duas golas para presentear minha mãe e minha cunhada. Nem deu tempo de tirar foto, elas levaram embora correndo pra usar!!! Sobrou metade de cada uma e fiz uma gola com duas cores. Está terminada, falta apenas costurar as laterais... ainda estou em dúvida se gostei... vamos ver!!

Mas depois que a Linda me contou da Novelaria não sosseguei até conseguir conhecer a loja.

Já na fachada você se apaixona:

Foto do site da Novelaria

A loja é um mimo!!! Em frente, as árvores têm seus troncos cobertos por tricô e crochê. Na vitrine  muitas peças feitas de lã enfeitam e te deixam com as mãos coçando para começar novos projetos!

Foto do site da Novelaria

Quando você entra então, se encanta completamente!!! É um ambiente lindamente decorado, repleto de peças prontas e aviamentos. Além disso, tem um café e uma espécie de “sala da sua casa”, onde umas 6 mulheres, de todas as idades tricotavam ao som de uma musica baixinha, tomando um chá... dá pra querer mais que isso??

Ao lado dessa sala tem uma infinidade de tipos de lã que me deixaram babando muito. Não resisti e trouxe 4 novelos de lã merino, de verdade, todas da marca uruguaia Malabrigo (visitem o site, é de babar e uma ótima dica é visitar uma das lojas, se for a Montevidéu). Elas são do mesmo tipo do novelo que minha amiga me deu; não são baratas, mas valem cada centavo.

Minhas riquezinhas que acabaram de chegar!!! 

Além das lãs, tem agulhas incríveis de madeira, tanto de tricô quanto de crochê, que parecem do tempo da vovó e alguns livros sobre trabalhos manuais.

Fiquei sabendo que existem vários cursos na Novelaria, para quem quer começar a mexer com lãs e linhas, ou, você pode simplesmente ir pra lá pra tricotar (literalmente!) com as amigas!

Recomendo, além de um tour virtual pelo site, uma visitinha a loja física, só tomem cuidado para não deixar todo salário por lá, rs!

Beijoca,
Ana

Novelaria
Rua Mourato Coelho, 678 – Vila Madalena
Site

12 de ago de 2014

Costuras da Semana!

Olá!

O post tradicional das segundas está entrando com um dia de atraso, infelizmente eu não pude postar ontem. Mas já estou de volta!

Começo contando que não sosseguei até tentar consertar meu cachecolzinho de tricô. Depois que postei do acidente semana passada, acabei não deixando para lá como eu tinha imaginado e aí tentei de novo. Dá pra ver uma faixinha esquisita, mas como será um cachecol e vai ficar enrolado no pescoço, não deve aparecer muito. Aí tornei a tricotar e agora falta pouco para terminar o segundo novelo de lã, oba!

Falando em tricotar, resolvi tentar fazer o ponto tricô, agora que já estou muito confortável com o ponto meia. Assim, eu poderia fazer o ponto jersey, aquele que fica com aparência de malha. Não é que consegui? Logo eu mostro!

Acho que isso abrirá mais possibilidades de tricô no futuro, já me imagino fazendo uma blusa para o próximo inverno, rs!

Voltando às costuras, terminei o conjunto de peças para pendurar. Quando o lugar do suporte estiver definido, vai tudo para a parede!

Demorou, mas o conjunto saiu!

Aí já comecei a lixeirinha com alfineteiro para ficar do lado da máquina. A parte de baixo da peça está pronta e eu já estou amando! Depois desta, vou fazer uma lixeirinha de mesa.


Em casa, comecei a fazer uma bolsa para carregar por aí meus apetrechos de tricô. Peguei a ideia do livro "Costure!" da Cath Kidston, mas troquei os hexágonos por blocos listrados, assim ficou pronto rapidinho. Preciso agora colocar o forro e as alças e semana que vem eu mostro!


Duas estreias aconteceram esta semana e eu preciso mostrar. Primeiro foi a saia vinho com babados. Eu tinha feito o cós dela errado e por isso estava parada. Aí como eu queria usar na semana passada para sair, eu dei um truquinho nela, mas ainda preciso arrumar de vez:


E as minhas alpargatas também foram estreadas, com direito à calça e camisa jeans, adorei!


 
Passei o dia todo com elas, super confortáveis!

Achei até que a semana estava lenta e rendendo pouco, mas reunindo tudo para colocar neste post eu vi que rendeu sim, que bom!

Beijos e boas costuras! 

Poderá também gostar de:

Related Posts with Thumbnails