10 de jun de 2016

New Orleans: Um sonho de viagem realizado, com muita música e crafts!

Olá!

Estou aqui me organizando para contar uma das melhores viagens (senão a melhor) da minha vida: New Orleans. Foi a viagem mais longa que já fiz para um único lugar, para uma ocasião especial. Eu e Ricardo fomos para lá no fim de abril para um festival de música.

Foi uma viagem intensa do começo ao fim, por vários motivos: pelas tradições musicais, pelas pessoas, pelos encontros, pela vida craft, pela preservação da história... Enfim, estou separando os assuntos para contar aqui, mas tenho muita coisa linda para mostrar. Todo dia eu tive algo para vivenciar que encheu meus olhos d'àgua, de verdade!


Como tudo começou

Quando percebemos que um dia tínhamos que ir até essa cidade? No começo do ano passado, assistimos um documentário do Foo Fighters (banda que adoramos) chamado Sonic Highways. Em cada episódio, a banda passava por uma cidade importante para a música americana, conversava com as pessoas mais legais do lugar, conhecia a história musical dali, compunham e gravavam uma música lá mesmo. Essa jornada por 8 cidades tornou-se o documentário e também um álbum.

Aqui no Brasil a série foi exibida em janeiro do ano passado no canal Bis, mas ao assistir os dois primeiros episódios, entrei no site e comprei a série toda (assim posso ver quantas vezes quiser, rs). Já estava adorando tudo, mas ao chegar ao 6o episódio, sobre New Orleans, eu me apaixonei, sério.

Estes são os primeiros momentos do episódio, apaixonantes!

Desde então, eu passei a me ver um dia naquela cidade cheia de música, cheia de histórias. E fui guardando tudo aquilo na memória. No começo deste ano, fiquei sabendo que as bandas "do coração" minha e do Ricardo (Red Hot Chilli Peppers e Pearl Jam, respectivamente) iriam tocar em um festival em New Orleans. Em outro post falarei mais sobre o festival.

Depois de fazer muita conta, rs, vimos que seria a oportunidade perfeita para conhecermos a cidade, ir num festival realizado fora do Brasil e ver mais uma vez as bandas que amamos. De quebra, procuraríamos ver as atrações "prata da casa" que também eram imperdíveis.

Em abril, com um pacotão comprado (hospedagem, ingressos para todos os dias do festival, traslado de ida e volta para o hotel), chegamos a New Orleans. Que lugar mais encantador! Simples e bonito, de pessoas extremamente simpáticas e sorridentes. Sim, você ouve música quase que o tempo todo, o que é perfeito para nós dois.

Construções fofas com fachadas lindas!


O primeiro dia

Eu não queria contar de maneira cronológica esta viagem, mas alguns dias foram especialmente importantes por motivos diferentes. Eu não tinha muita expectativa em relação ao primeiro dia, pois chegaríamos cansados e provavelmente só faríamos um passeio rápido de reconhecimento.

Mas o tal passeio rápido de reconhecimento já foi tão divertido! Lá nas ruas do French Quarter (uma das regiões mais turísticas e bem próximas do nosso hotel) vimos uma Marching Band passar e não teve jeito, fomos atrás dela, porque é isso que se faz por lá, rs!

 Marching Band pelas ruas do French Quarter.

Passamos pelo Preservation Hall, um lugar dedicado a preservar o jazz tradicional de New Orleans. De portas fechadas, conseguimos ouvir a música que vinha lá de dentro e resolvemos que na mesma noite voltaríamos lá.

Comemos, pegamos chuva, passeamos e nos apaixonamos à primeira vista, na primeira tarde lá. À noite, voltamos ao French Quarter para irmos ao Preservation Hall. Um lugar simples, nunca restaurado, onde você assiste ao show de 45 minutos em pé ou sentado em banquinhos. Os meus olhos se encheram d'àgua durante o show de jazz, de tão perfeito e tocante!

 
Preservation Hall, com fila para os shows de jazz da noite.

Foi um daqueles momentos em que me senti muito grata por estar lá, por viver aquele sonho. E olha que era apenas o primeiro dia de doze!

Este é praticamente um vlog-resumo deste dia, todo resgatado do meu Snapchat (segue lá: katialinden)

(Estou com problemas para editar meus vídeos, espero que os próximos fiquem melhores!)

E qual não foi a minha surpresa que nesse show estava um dos meus maiores amores de adolescência?! Sim, Billy Corgan, do Smashing Pumpkins estava lá e foi super fofo com a gente! Confesso que depois de falar com ele (queria contar o quanto a música dele foi presente no começo do namoro meu e do Ricardo e que estávamos comemorando 20 anos juntos, mas não quis me alongar, rs), me dei conta que estava tremendo, rs!

 
Sim, eu conheci um dos meus ídolos da adolescência!

Lá no fim do vlog vocês devem ter notado uma homenagem ao Prince... Sim, ele havia falecido naquele dia e foi muito homenageado nas ruas e nos shows que assistimos.

O melhor souvenir que eu poderia trazer do Preservation Hall: um Patch que já foi parar na minha jaqueta jeans!

Melhor souvenir!

E para esse primeiro dia de viagem que não era pra ser demais, mas foi, usei meu macacão preto de algodão!

 
Post com detalhes do macacão aqui.

Nos próximos dias teremos mais posts sobre a viagem com passeios, shows, roupas que eu fiz e com crafts muito legais, aguarde!

Beijos!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
Temporariamente, para uma manutenção do blog, a publicação de novos comentários está suspensa.
Em breve esta função estará reabilitada.
Neste período, peço entrar em contato através de nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/costurakatiacostura/
Retornaremos com o maior prazer!
Obrigada pela compreensão!
Beijos e boas costuras!
Katia e Ana

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Poderá também gostar de:

Related Posts with Thumbnails