21 de ago de 2013

A costura é a minha auto-ajuda

Olá!

Dia desses a Ana, minha grande amiga das costuras, compartilhou essa imagem no facebook dela:

"Nunca subestime o poder de uma mulher com uma máquina de costura."

Eu compartilhei logo que vi porque achei a minha cara. E me ocorreu que hoje em dia, na minha timeline, tem tanta gente postando fotos bonitas, geralmente acompanhadas de frases mega positivas ou de conselhos para uma boa vida. Mas será que não tem sido papo demais e ação de menos para uma parte dessas pessoas? Dizem por aí que a vida no facebook é mais bonita que a realidade... deve ter mesmo mais papo que ação, na minha opinião, infelizmente.

Lógico que é importante cuidar da gente mesma, ter algum objetivo para perseguir, ter atitude positiva diante da vida e tudo mais, mas pra mim já faz tempo que procurar fazer mais e filosofar menos tem sido mais importante. Ser um pouco mais "faca na bota" não faz mal a ninguém, sabe? Isso não significa ser agressiva, grossa, mas ter atitude, eu acho!

Quando eu deixei de fazer cupcakes três anos atrás, eu tive que lidar com o fracasso de ter que encerrar algo que um dia eu tanto quis ter. Primeiro eu me isolei de tudo, passei uma primavera inteira trancada em casa, vendo televisão, chorando e agarrando meu cachorro.

Também "descontei" um tanto em mim mesma, antes mesmo de parar com os cupcakes de vez. Fiquei ruiva, cortei uma franja a la Betty Page, passei a usar vestidos rodados e salto alto o tempo todo. Porque lá dentro estava tudo péssimo, mas a "casca" estava cada vez melhor. Descobri a Julia Petit e seus vídeos incríveis, aprendi a me divertir arrumando meu cabelo e fazendo minha maquiagem sozinha. Foi um aprendizado incrível, pro resto da vida. Só que isso ainda não resolveria todo o problema. 

Um belo dia eu resolvi que aprenderia algo novo, só pra ocupar a cabeça, para ter algo mais para fazer. E cheguei na costura. A mesma costura que hoje eu sei que mudou muita coisa nos últimos dois anos. Não foi por acaso. Porque eu acredito que coincidências realmente não existem e eu encontrei através da costura algumas pessoas muito importantes que entraram na minha vida.

Eu tinha passado por algo parecido nos tempos de Fia do Céu! quando algumas clientes viraram grandes amigas, que espero ter por perto pelo resto da vida. Então, eu sei que vivi aquele ciclo por algum motivo, provavelmente para aprender muitas coisas novas e para chegar até essas pessoas especiais.

E hoje, digo mais uma vez, eu não poderia ser mais eu mesma, interna e externamente. Estou cercada de pessoas especiais sempre, isso tudo é fundamental pra mim e me deixa realmente feliz e tranquila. Posso botar boa parte da "culpa" na costura? Acho que sim, né?!

E tem mais! Quem eu conheço por conta da costura ou de crafts diversos tem toda essa atitude positiva junto da ação propriamente dita. São pessoas que fazem acontecer de verdade, então o que elas externam em seus posts ou nos papos que temos é muito verdadeiro para mim.

Por isso tudo que a imagem do começo do post faz tanto sentido. "Nunca subestime o poder de uma mulher com uma máquina de costura". Eu acho que ficaria ainda melhor se fosse assim: "Nunca subestime o poder de uma mulher com uma máquina de costura. E com um belo batom vermelho". Essa é a minha auto-ajuda.

Beijos!

2 comentários:

  1. o que dizer desse post??? eu amei muuuuuito!!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Miga querida!
      Que booooom!
      Fico muito feliz!
      Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir

Olá!
Temporariamente, para uma manutenção do blog, a publicação de novos comentários está suspensa.
Em breve esta função estará reabilitada.
Neste período, peço entrar em contato através de nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/costurakatiacostura/
Retornaremos com o maior prazer!
Obrigada pela compreensão!
Beijos e boas costuras!
Katia e Ana

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Poderá também gostar de:

Related Posts with Thumbnails