2 de abr de 2014

Eu gosto é de gente!

Olá!

Depois de passar a semana passada inteira tendo "conversas" cheias de frases padronizadas e de respostas incertas com pessoas desconhecidas que trabalham em uma mesma grande empresa, que nitidamente se apoiam em procedimentos engessados, em sistemas que falham e em emails impessoais, eu vejo o quanto eu sou feliz por não depender diretamente de organizações como esta no meu dia-a-dia. Eu gosto é de tratar as coisas com gente, com rosto e nome, sabe?!

Ao passo que o Magazine Luiza me enrolou por uns bons dias a mais que o combinado para entregar a minha máquina de overloque, eu:

- Encontrei o aparelho para ziguezague para usar na minha Velhinha através da Andrea, do Superziper. Fui super bem atendida pela Roseli por telefone (vai render um belo post, podexá!).

- Recebi um desenho lindo da mestra Tati, em retribuição ao cartão que mandei para ela e dona Lucia por conta do aniversário do blog, além do carinho delas e das minhas colegas de curso que recebo toda semana:

- Ganhei um corte grande de um tecido florido fofo da Fêzinha, colega de curso de Patchwork (apesar de nunca termos feito aulas juntas), acompanhado de um cartão escrito à mão:


- Comprei o aparelho para ziguezague e discos-matrizes extras com o Ronaldo (ele e a Roseli são os donos da loja) e só não fiquei mais tempo na loja de antiguidades buscando mais achados incríveis porque tinha que correr para a minha aula de costura.

- Tive uma aula maravilhosa de costura com a Lurdes, sempre tão querida.

- Terminei de bordar a colcha do Noah e só não terminei mais rápido porque parava nos momentos em que estava doida de nervoso com o Magazine Luiza, para não correr o risco de errar algo e também porque não era com essa energia que eu queria preparar um presente tão especial para um bebê tão especial.

Ou seja, tirando o nervoso e a enrolação totalmente impessoais, ficou só carinho, de pessoas que se conhecem e se valorizam. Pessoas que vão te ajudar a resolver problemas se eles surgirem, porque te conhecem e te apoiam. Que comemoram com você de coração as suas conquistas.

Na 5a feira, o meu nervoso era tamanho que eu cheguei a gritar no telefone por conta de mais um "eu entendo, Sra. Katia, mas não temos como garantir a data exata em que o seu pedido será entregue". (Quem me conhece sabe o quanto é difícil alguém conseguir essa proeza de me fazer gritar com desconhecidos).

Quando eu comecei a costurar, não foi para ter status, era para abrir uma nova possibilidade na minha vida. Aliás, de início, as pessoas estranhavam... "Por que costurar se pode comprar pronto?", "Esse negócio de aprender a costurar é coisa do tempo da minha avó!"

Eu não ligo de não atualizar meu currículo há alguns anos, de não acumular mais experiências em grandes empresas, de carregar um crachá com um nome conhecido pelas pessoas. Eu já estive do lado de lá e não era feliz como sou hoje. Não tinha a liberdade que eu tenho hoje. Tinha sim pessoas verdadeiras, não posso negar, mas num ambiente que nem sempre era cheio de verdade.

Quando eu costuro, eu coloco a minha verdade toda pra fora. Quando eu acho uma peça antiga para uma máquina de costura antiga e namoro e brinco com cada pecinha pensando na história delas, eu vivo a minha verdade. Quando eu e minha amiga-sócia-colunista trocamos ideias sobre a vida e sobre nossos posts, estamos vivendo a nossa verdade (eu posso falar pela Ana nesse caso porque sei que é recíproco). Quando eu conto tudo isso por aqui, depois de processar um pouco, em vez de descarregar um mar de ofensas nas redes sociais, eu também vivo a minha verdade. Porque isso tudo tem gente de carne e osso envolvida. Eu gosto é de gente, essa é a minha verdade!

Beijos e boas costuras!

OBS: A máquina "Encantada" chegou no dia 28/03/14, 5 dias úteis depois do divulgado pelo site, depois de muitas reclamações feitas diariamente em todos os canais de comunicação da empresa que pude ter acesso e depois de muito nervoso. Magazine Luiza nunca mais!

2 comentários:

  1. Amei seu post....o melhor é que depois de tanto perrengue, ficou um monte de coisas boas!!! Viva!
    Transformar esses episódios chatos pra caramba em uma experiencia bonita também é a sua verdade!
    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, amiga querida!
    Sim, se a gente não separar as coisas, a gente endoida, perde tempo e o fôlego de fazer as coisas legais!
    Beijos!!!

    ResponderExcluir

Olá!
Temporariamente, para uma manutenção do blog, a publicação de novos comentários está suspensa.
Em breve esta função estará reabilitada.
Neste período, peço entrar em contato através de nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/costurakatiacostura/
Retornaremos com o maior prazer!
Obrigada pela compreensão!
Beijos e boas costuras!
Katia e Ana

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Poderá também gostar de:

Related Posts with Thumbnails