1 de abr de 2013

Costuras da Semana #2

Ufa! Essa semana tem costura pra mostrar! Eeehhh!
Mas quase que seria uma só, pois tomei uma canseira danada do primeiro projeto da semana, que era trocar o debrum do cobertor que o marido tem desde solteiro (pelas nossas contas, ele já deve ter uns 20 anos e continua tããão gostoso!)

Pois é, o cobertor é macio e gostosinho mas o debrum (aquela borda acetinada que dá acabamento, sabe?) estava dando sinais de cansaço há um tempo... Para piorar a situação, depois que veio morar aqui em casa um comedor de praticamente tudo chamado Luke Skywalker (meu Golden Retrivier de quase 2 anos de idade), o cachorro detonou o que já estava "mais ou menos". Nem tem foto do "antes" pra mostrar, mas estava precário!

Projeto "Debrum Novo" prestes a começar!

Primeiro, retirei o debrum antigo, o que levou um pouco mais de uma hora.
Aí fui colocar o debrum novo. O que eu comprei chama Renova Cobertor, da marca Fitex, com 8,5m de comprimento, na cor azul marinho.
Começou então a saga... Primeira tentativa, tentar colocar o debrum como se fosse um víes gigante, pra ficar com um acabamento parecido com o do debrum original. Não deu certo porque ficaria estreito demais.
Desmanchei e resolvi apenas usar a dobra que já vem no meio da fita como referência e passar uma costura reta, já que o debrum lembra muito uma fita de cetim, que não costuma desfiar nas laterais. Seria lindo se o danado do debrum não escorregasse mais que chão ensaboado, a parte de baixo do "sanduíche" debrum + cobertor + debrum sempre deslizava e ficava com aparência repuxada enquanto a parte de cima parecia ok.
Imaginei que estaria acontecendo isso pelo movimento dos dentes da máquina, já que eles é que levam a costura para trás. Como Novinha tem o recurso de rebaixar os dentes, eu fiz isso mas não consegui fazer o cobertor deslizar para trás, talvez por ser muito grosso (ou por não saber lidar mesmo, já que é novidade para mim).
Desmanchei de novo e fiquei pensando em algo que resolvesse, já que agora o cobertor não tinha debrum nenhum e assim não poderia ficar.
Aí veio em mente o que a minha mãe sempre me disse: "você usa alfinetes demais, tem que alinhavar e não alfinetar!" Sim, mães são seres sábios e superiores que sempre te falam a coisa certa, na hora certa.
Lá fui eu alinhavar o debrum no cobertor. Só assim a costura começou a render, pois mesmo com o movimento dos dentes da máquina o debrum já não escorregava mais do que o restante da peça.
Depois de quebrar a cabeça na terça-feira e na quinta-feira da semana passada, o debrum novo está no cobertor.
Sobrou ainda cerca de 40cm do debrum que comprei.

Alinhava que dá certo!

Faria de novo? Sim, mas só porque agora eu peguei a "manha" do processo todo. Por outro lado, procuraria outra opção de marca (provavelmente deve existir, mas eu só vi da marca Fitex até hoje), pois o debrum novo não parece ter a mesma qualidade do que o estava originalmente no cobertor. E compraria duas peças, mesmo que sobrasse, pois se algum acidente tivesse acontecido eu teria ficado na mão.

Livre do projeto que era pra ser simples mas não foi, lá fui eu ajustar um vestido que eu adoro!
Sabe aquela roupa que você experimenta e não fica perfeita no corpo logo de cara, mas ainda assim você leva porque acha que ela tem potencial?
Foi o que aconteceu com esse vestido longo da Hering.
Primeiro, foi uma barra de uns 20cm que eu tive que fazer, com o auxilio da mamãe marcando e alinhavando lindamente. Eu tive só que passar na máquina.
As cavas estavam um pouco folgadas, mas esperei emagrecer um tiquinho para poder ajustar.
Minha mãe mais uma vez me ajudou nas orientações, aí foi fácil costurar. Foi rapidinho e uns 4cm do total foram embora! Mais um ajuste à mão no forro da frente que teimava em aparecer e um botão quase caindo que foi recolocado e pronto!

Vestido marcadinho e alfinetado, pronto pra ir pra máquina!

O vestido GG muito comprido mas que tinha potencial virou um vestido tamanho G bem direitinho no corpo. Quero logo usá-lo de novo!

Ah, agora sim!

Parti então para o projeto fofo que estava na fila que era fazer a xícara de tecido da Lu Gastal.
Achei bom porque pude aproveitar alguns tecidos que combinavam bem e as explicações que vieram com o molde foram suficientes para concluir.

Terminei hoje e olha como ficou!

Só falta o chá!

O que eu também gostei é que eu consegui usar uma manta acrílica que estava encostada por ser muito grossa para costurar na Velhinha, principalmente quando tinha mais de uma camada da manta para costurar. Novinha aguentou bem o trabalho e também já fui treinando o pesponto para dar acabamento. Isso sempre ficava lindo quando feito na Velhinha, já que o pé calcador dela é bem estreitinho e facilitava este trabalho.


Já estou guardando as bobinas da Novinha na xícara, pois acho aquela gavetinha da própria máquina muito apertada, rs!

Espero que tenha gostado das costuras desta semana!
Beijo!

2 comentários:

Olá!
Temporariamente, para uma manutenção do blog, a publicação de novos comentários está suspensa.
Em breve esta função estará reabilitada.
Neste período, peço entrar em contato através de nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/costurakatiacostura/
Retornaremos com o maior prazer!
Obrigada pela compreensão!
Beijos e boas costuras!
Katia e Ana

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Poderá também gostar de:

Related Posts with Thumbnails