24 de out de 2014

E por que você não vende?

 Cestinho feito na aula de Patchwork, linhas para encomenda de crochê para a prima, flor de crochê em progresso para um projeto especial.

Olá!

Esse assunto vira e mexe me faz pensar pois de vez em quando eu recebo comentários e mensagens do tipo "aceita encomendas?". Alguns são como elogios mais que carinhosos, outros são perguntando a sério.

Lembrei de começar esse post ao fazer a primeira leitura das instruções de um molde novo (que estou animadíssima para executar, inclusive). Lá no rodapé da primeira página aparece "esse molde é apenas de uso pessoal". Ou seja, não posso usá-lo para fazer peças com destino comercial, para vender.

Boa parte do que eu já executei de peças até hoje vem de moldes comprados que têm essa característica. Provavelmente os únicos que não devem ter essa restrição são os moldes da revista Burda, que eu também adoro. E eu não passaria dos limites no que diz respeito a Direitos Autorais, eles existem por várias razões e devem ser respeitados. Como eu não sou modelista (mas posso vir a ser um dia, rs) eu não desenho peças "do zero", o que limita minha produção aos moldes prontos que encontro na internet, livros e revistas.

Também não acho certo copiar roupas produzidas por outras pessoas para vender. Quem produziu teve o trabalho de imaginar a peça, pesquisar tecidos, fazer a modelagem, os ajustes, costurar e dar acabamento à cada peça. E deve ter todas estas etapas devidamente remuneradas.

Estou falando sobre isso também porque passar a produzir, principalmente roupas, para outras pessoas iria transformar meu maior Hobby na vida em um trabalho. É um batia dilema! Por um lado, seria trabalhar com o que eu mais amo fazer. Por outro, quando deixa de ser Hobby às vezes a gente se perde.

Isso aconteceu comigo nos tempos de fazedora de Cupcakes. Eu fazia para servir em casa, para o marido levar para o trabalho. Passado um tempo, cedendo à essa perguntinha básica do título, lá estava eu com bolinhos confeitados dominando a minha casa, virou uma loucura e hoje em dia eu praticamente não faço mais. 

Cupcakes de um passado mais ou menos distante.

O problema é que naquela época eu comecei a vender despretensiosamente, sem planejamento. Depois foi difícil dividir o tempo entre administrar, produzir e entregar os bolinhos. Quando se trata de algo perecível, a questão de gerenciar o tempo e priorizar a produção e a entrega era mais determinante. Faltava tempo para as outras atividades. Enfim, foram tempos bons, com muitas alegrias e realizações, mas ao mesmo tempo foi uma época turbulenta.

Eu acho que sim, um dia eu vou passar a trabalhar com algo relacionado à costura e, honestamente, tenho um bloquinho onde anoto minhas ideias, do que gostaria de fazer e do que não quero fazer de jeito nenhum. Com um pouco de planejamento e estudo, em um belo momento alguma das opções do bloquinho pode vir a sair do papel, desde que eu esteja segura de que eu vou dar conta e que estou preparada o suficiente.

Eu li alguns textos sobre transformar nossos Hobbys em carreira, com opiniões diversas. Edgard Corona, fundador da rede Bio Ritmo alega por experiência pessoal que transformar o hobby em trabalho não dá certo (matéria inteira aqui). Eu achei a matéria interessante porque a gente sempre vê relatos de Hobbys transformados em negócio que deram muito certo, mais do que o contrário! A lição que ficou para mim é que a gente tem que pensar bem e se preparar melhor ainda.

Outra coisa a se levar em conta são mudanças de carreira. Algumas pessoas deixam carreiras que já estão estabelecidas para fazer o que realmente se ama. Isso também vai demandar muito de quem faz essa escolha. O post da Ana Soares (sou fã) sobre mudar da carreira de designer para a consultoria de estilo me fez pensar bastante também, principalmente no que diz respeito de aproveitar o conhecimento adquirido em outras atividades para uma profissão nova.

Enfim, por enquanto eu vou costurando só para mim, para a minha casa e para presentear. E "batendo ponto" aqui no blog, claro! Deixo aqui este pensamento, para quem mais estiver neste mesmo momento de transformar um Hobby em negócio.
 
Beijos, boas costuras e bons negócios!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá!
Temporariamente, para uma manutenção do blog, a publicação de novos comentários está suspensa.
Em breve esta função estará reabilitada.
Neste período, peço entrar em contato através de nossa página no Facebook: https://www.facebook.com/costurakatiacostura/
Retornaremos com o maior prazer!
Obrigada pela compreensão!
Beijos e boas costuras!
Katia e Ana

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Poderá também gostar de:

Related Posts with Thumbnails